Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/1723
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Influência das estruturas de “Private equity” no financiamento de pequenas e médias empresas
Autor(es)/Inventor(es): Lucena, Rafael de Figueiredo
Orientador: Barradas, Ary Vieira
Resumo: Demonstra a influência dos veículos de Private Equity e Venture Capital no desenvolvimento do mercado financeiro brasileiro. Por desenvolvimento entende-se a capacidade de obtenção de recursos para empresas, e o crescimento do mercado de capitais de modo sustentável – considerando-se que tal crescimento depende do atendimento pelos agentes do mercado de padrões elevados de governança corporativa. Serão tratadas no primeiro capítulo as dificuldades que as empresas, notadamente as pequenas e médias empresas, enfrentam para financiar suas atividades. Ainda no primeiro capítulo serão apresentadas as estruturas de Private Equity e Venture Capital como fonte de recursos de pequenas e médias empresas, e a forte interligação dessas estruturas com o mercado de capitais. No segundo capítulo será definida a governança corporativa, seus modelos e desenvolvimentos normativos no Brasil e no mundo e, por fim, a relação da governança com o adequado desenvolvimento do mercado de capitais com especial atenção aos mercados de acesso. No terceiro capítulo, será aprofundado o entendimento dos mecanismos de mitigação de conflitos de interesses inerentes às atividades de Private Equity e Venture Capital, e como estas apresentam externalidades positivas para a governança corporativa das empresas investidas. A idéia central é apresentar como os mecanismos e as normas que regulam os veículos de Private Equity e Venture Capital, permitem que as empresas investidas por estes apresentem melhores indicadores de governança do que as empresas que não sofreram esse tipo de investimento. Apesar da apresentação no segundo capítulo de diversos indicadores de boas práticas de governança, o indicador utilizado para medir a governança corporativa das empresas no terceiro capítulo foi o gerenciamento de resultados contábeis expresso pela Proxy de acumulações discricionárias correntes, principalmente por permitir a melhor mensuração de práticas contábeis que poderiam ter como objetivo a deturpação das demonstrações financeiras pela administração das companhias por motivos diversos.
Palavras-chave: Governança corporativa
Mercado de capitais
Pequenas e médias empresas
Mercado financeiro
Brasil
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Jan-2014
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/1723
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RFLucena.pdf1 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.