Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/1996
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: A experiência do Gás natural veicular no Brasil: análise dos efeitos de políticas de incentivos
Autor(es)/Inventor(es): Morais, Rafaela Cancella
Orientador: Almeida, Edmar Luiz Fagundes de
Coorientador: Losekann, Luciano Dias
Resumo: O gás natural é formado quimicamente por uma mistura de hidrocarbonetos leves, que pode ser associada ou não ao petróleo. Quando utilizado como combustível automotivo, recebendo a denominação Gás Natural Veicular (GNV) apresenta vantagens ambientais e econômicas quando comparado aos seus concorrentes, gasolina e etanol hidratado. O GNV emite menos gás carbônico e, praticamente, nenhum componente particulado nem enxofre, o que justifica sua promoção por meio de políticas públicas. O preço relativo é favorável e a recuperação do investimento de conversão do veículo para GNV é proporcional à distância percorrida. Nesse contexto, o presente trabalho busca analisar a decisão de consumo de GNV e o impacto de políticas públicas de incentivo ao consumo. O primeiro capítulo apresenta a teoria microeconômica sobre preferências dos consumidores e classificação dos bens, instrumental do fluxo de caixa e indicadores de atratividade do investimento e uma visão sobre a evolução da frota brasileira e perspectivas futuras.
Palavras-chave: Gás Natural Veicular
Políticas públicas
Teoria microeconômica
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Jan-2013
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/1996
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RCMorais.pdf810,28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.