Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/2017
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Câmbio e Crescimento Econômico: investigando a Doença Holandesa no Brasil
Autor(es)/Inventor(es): Brum, Daniel Machry
Orientador: Kupfer, David
Resumo: Apresenta a bibliografia, teórica e empírica, sobre a relação entre desvios da taxa real de câmbio com relação à sua taxa de equilíbrio, mostrando que existiu uma sobre apreciação da moeda brasileira a partir de 2005, que de acordo com essa literatura seria nociva ao crescimento econômico. A partir daí, analisamos a literatura sobre “doença holandesa” e investigamos empiricamente a hipótese de o Brasil ter sido acometido por essa enfermidade. Mediante diversos indicadores, tanto de comércio exterior como da estrutura produtiva interna, concluímos que o país não sofre de doença holandesa. A principal evidência diz respeito ao forte crescimento das exportações físicas de produtos de alta e média-alta tecnologia. No entanto, uma série de fatores sugere a existência de problemas estruturais, não necessariamente relacionados à taxa de câmbio, prejudicando o desempenho da economia brasileira, o que chamamos de “doença brasileira”.
Palavras-chave: Crescimento econômico
Competitividade
Doença Holandesa
Taxa de câmbio
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Jan-2010
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/2017
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DMBrum.pdf601,62 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.