Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/2189
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: O processo de catch up de países em desenvolvimento: o caso da indústria de semicondutores da China
Autor(es)/Inventor(es): Gélio, Pedro Henrique
Orientador: Prochnik, Victor
Resumo: Hoje a China aparece no mercado como grande consumidora de semicondutores. Mesmo após a crise financeira dos últimos anos, os indicadores chineses mostram o pleno crescimento da indústria e do mercado, e o país está em pleno processo de desenvolvimento tecnológico. Em que condições a China chegou ao ponto que se encontra e que caminhos o governo tomou para isso e com que conseqüências são os pontos centrais da discussão deste trabalho. Este trabalho está dividido em três partes. O primeiro capítulo é uma discussão sobre os estudos de dois grandes autores no campo da política industrial, Sanjaya Lall (1992), que fala sobre as capacitações tecnológicas nacionais e Richard Nelson (2003), com trabalhos focados no processo de catch up de países em desenvolvimento. O segundo capítulo explica a evolução recente da indústria de semicondutores, explicando a estrutura da indústria e como ela se formou e as características atuais do setor. O terceiro capítulo tem foco no processo evolutivo da indústria tecnológica chinesa de semicondutores, desde o início dos Planos Qüinqüenais até os dias atuais.
Palavras-chave: Países em desenvolvimento
Semicondutores
Política industrial
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Out-2011
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/2189
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PHGélio.pdf234,45 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.