Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3042
Tipo: Tese
Título: Variação morfométrica e citogenética em Kerodon rupestris (Wied, 1820) (Rodentia : Caviidae)
Autor(es)/Inventor(es): Giúdice, Gisele Mendes Lessa del
Orientador: Pessôa, Leila Maria
Resumo: Kerodon rupestris Wied, 1820) é uma espécie de caviídeo de grandes proporções corporais e portador de um habitat especialista dentro do grupo. Desde o Pleistoceno sua distribuição espacial está restrita à região semi-árida brasileira onde encontra-se confinado a afloramentos rochosos. Três abordagens metodológicas foram aqui adotadas para definir este padrão: 1) uma análise de variabilidade morfométrica craniana qualitativa e sexual dentro de uma população recente e uma sub-fóssil que posteriormente foi complementada por 2) uma análise geográfica, com base também em caracteres cranianos, de nove populações recentes distribuídas ao longo da distribuição geográfica da espécie, além da população de sub-fósseis e uma população de K. acrobata e 3) uma análise cariotíca comparativa entre três populações de K. rupestris. As evidências morfológicas e cariotícas sugerem que: a) ocorre uma variação geográfica significativa; b) morfologicamente, os espécimens sub-fósseis apresentam valores médios cranianos maiores do que os indivíduos recentes da mesma idade; c) ocorre uma variação clinal de incremento nas dimensões cranianas no sentido geográfico norte-sul entre as populações de K. rupestris estudadas; d) existe uma completa discriminação da população de K. acrobata no espaço multivariado dos caracteres morfológicos cranianos, não se sobrepondo ao cline encontrado em K. rupestris; e) há duas formas cromossômicas para K. rupestris manifestada por diferenças obtidas no número e na morfologia cromossômica; f) existe uma similaridade do bandamento-C entre as três populações de K. rupestris avaliadas g) a população de Botumirim, ao sul da distribuição de K. rupestris é a portadora do cariótipo até o momento conhecido, mais próximo da loclidade tipo definida por WIED 1820); e h) as características morfológicas e cariotípicas dos espécimes provenientes de Botumirim (MG) diferem das demais populações de K. rupestris estudadas. Para elucidar estas diferenças encontradas indicativas de uma complexidade de variação, será necessário a realização de novas análises, com um número maior de populações de K. rupestris ao longo da sua distribuição geográfica.
Resumo : Kerodon rupestris Wied, 1820) is a specie of caviídeo bearer of great corporal proportions and considered a habitat specialist inside of the group. Since the Pleistocene this specie has had its space distribution restricted to the Brazilian semi-arid area where is confined to rock islands. Three methodological approaches were adopted to define this pattern: 1) a sexual and cranial qualitative morfometric variability analysis inside of a recent population and a sub-fossil that later on was complemented by 2) a geographical analysis, also based on cranial characters, of nine recent populations spread along the geographical distribution of the specie, besides the population of sub-fossils and a population of K. acrobat; and 3) a comparative karyotype analysis among three populations of K. rupestris. The morphological and karyotypes evidences suggest that: a) a significant geographical variation takes place; b) morphologically, the sub-fossils specimens present cranial medium values larger than the recent individuals at the same age; c) a clinal increment variation of cranial dimensions in geographical north-south direction, among the populations of K. rupestris studied occur; d) there is a complete discrimination in the population of K. acrobat in the multivariate space of the cranial morphologic characters, not putting upon to the cline found in K. rupestris; e) there are two chromosomic forms for K. rupestris manifested by the differences obtained in the number and in the chromosomal morphology; f) there is a similarity for C-Band among the three populations of K. rupestris appraised; g) the Botumirim population in the southern of K. rupestris distribution is bearer of the karyotype, so far known, closer of the locality type defined by WIED 1820); and h) the morphological and karyotypes characteristics of the specimens from Botumirim (MG) differ from other populations of K. rupestris studied. To elucidate these differences found, an indicative of a complexity variation, it will be necessary new analyses, with a larger number of populations of K. rupestris along its geographical distribution.
Palavras-chave: Kerodon rupestris
Roedores
Caviidae
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::MORFOLOGIA DOS GRUPOS RECENTES
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Departamento: Museu Nacional
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 2004
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3042
Aparece nas coleções:Zoologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
634510.pdf6,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.