Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3046
Tipo: Dissertação
Título: Distribuição, abundância relativa e estrutura populacional de Isognomon bicolor (Adams, 1845) no litoral do Estado do Rio de Janeiro, Brasil
Autor(es)/Inventor(es): Breves-Ramos , André
Orientador: Junqueira , Andrea de Oliveira Ribeiro
Resumo: O bivalve invasor Isognomon bicolor vem ocupando uma ampla faixa em costões rochosos do litoral do estado do Rio de Janeiro e tem aparentemente causado alterações nas comunidades nativas. Este trabalho tem como objetivos determinar a distribuição geográfica de I. bicolor no litoral do estado do Rio de Janeiro, comparar a sua estrutura populacional entre três áreas e relacionar a sua abundância relativa à estrutura das comunidades em cada área. Também foi investigada a variação temporal da abundância relativa, da distribuição vertical e da estrutura populacional de I. bicolor. As coletas foram realizadas no inverno de 2002 e no verão de 2003 na Ilha do Brandão (Angra dos Reis), na Ponta da Fortaleza (Arraial do Cabo) e na Praia Vermelha (Rio de Janeiro). Nesta última, também foi realizada uma coleta no inverno de 2003. De norte ao sul do estado do Rio de Janeiro I. bicolor foi observado, ocorrendo em fendas e agregados em coespecíficos, no médio litoral. Dentre as áreas estudadas, a menor cobertura de I. bicolor foi registrada na Ilha do Brandão, nas duas estações do ano, o que pode estar relacionado à maior diversidade biológica encontrada. Outros fatores como a menor disponibilidade de alimento e a competição podem estar envolvidos. A maior cobertura de I. bicolor e a menor diversidade na Praia Vermelha podem estar relacionados à eutrofização desta área. Nas três áreas estudadas, a densidade média de indivíduos de I. bicolor foi extremamente alta, tendo atingido cerca de 800 indivíduos por 100 cm². Na Praia vermelha e na Ponta da Fortaleza, o número de indivíduos vivos foi muito maior do que o número de mortos, mas na Ilha do Brandão o número de mortos foi extremamente alto. Isto pode estar relacionado à presença e dominância nesta área de Petaloconchus sp., outro possível molusco bioinvasor, que forma um recife e cria um ambiente inóspito à presença dos indivíduos de I. bicolor que ocorrem entre e/ou sobre eles. Os indivíduos coletados na Praia Vermelha são os que possuem o maior tamanho máximo e médio, sendo os indivíduos da Ilha do Brandão, os que possuem o menor tamanho máximo e médio. Nestas duas áreas, foram encontrados menos recrutas em comparação com a Ilha do Brandão, onde a moda ficou nas classes de tamanho menores. A hipótese mais provável para explicar o maior número de recrutas na Ilha do Brandão é que Petaloconchus sp fornece um substrato que favorece o assentamento de larvas e a fixação dos indivíduos impede que estes se desprendam. Entretanto, Petaloconchus sp. parece funcionar como uma armadilha, porque apesar de mais indivíduos de I. bicolor recrutarem, poucos conseguem crescer e se desenvolver.
Resumo : The exotic bivalve Jsognomon bicolor is found in large densities on the rocky shores of the Rio de Janeiro state and is apparently altering the native community. The aim of this study was to establish the geographic distribution of I. bicolor on the coast of Rio de Janeiro state, to compare population structure among three different areas and to verify the relationship of its relative abundance with the community structure in each area The temporal variation of relative abundance, vertical distribution and population structure of I. bicolor were also investigated. Samples were taken in winter (2002) and summer (2002-03) at Ilha do Brandão (Angra dos Reis), Ponta da Fortaleza (Arraial do Cabo) and Praia Vermelha (Rio de Janeiro). ln Praia Vermelha, samples were also taken in the following winter (2003). From north to south in Rio de Janeiro state, I. bicolor was found in the intertidal zone, inhabiting cracks and in aggregation with conspecifics. Among the study areas, a lower coverage of I. bicolor was found in Ilha do Brandão which can be related to the high diversity of this area. Other factors such as food supply and competition can also explain the lower coverage of I bicolor. A higher coverage of I. bicolor and a lower diversity in Praia Vermelha can be due to the eutrophication of this area. All the sampled areas presented a high density of I. bicolor, reaching 800 individuais per 100 cm². The number of live individuais was similar to the number of dead individuais at Praia Vermelha and Ponta da Fortaleza, but in Ilha do Brandão the number of dead individuais was extremely high. This can be related to the presence and dominance of Petaloconchus sp. in this area. This is probably another exotic mollusk, that builds a reef structure and creates a inhospitable habitat to L bicolor that live inside or within it. The individuals sampled at Praia Vermelha presented the highest maximum and medium sizes, whereas the individuals collected at Ilha do Brandão presented the lowest maximum and medium size. There was a lower number of recruits of L bicolor in these areas than in Ilha do Brandão, where a mode was found in the lower size classes. The most reasonable hypothesis to explain the highest number of recruits in Ilha do Brandão is that Petaloconchus sp. provides a substrate that enhances settlement of larvae and the attachment of individuals. Although Petaloconchus sp. acts as a trap. It enhances recruitment of more individuals but only a few can grow and develop within it.
Palavras-chave: Isognomon bicolor
Bivalve (Molusco)
espécie invasora
estrutura populacional
costão rochoso
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Departamento: Museu Nacional
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Mar-2004
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3046
Aparece nas coleções:Zoologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
0618287.pdf11,89 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.