Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3507
Tipo: Tese
Título: Uma aborgagem biogeográfica dos cetáceos da costa brasileira
Título(s) alternativo(s): Biogeography of cetaceans of the Brazilian coast
Autor(es)/Inventor(es): Siciliano , Salvatore
Orientador: Oliveira , Luiz Flamarion Barbosa de
Resumo: Os hábitats costeiros e oceânicos dos cetáceos da costa brasileira são descritos a partir das características oceanográficas básicas entre seis diferentes áreas: Natal-Costinha (5-7ºS), Recife-Salvador (7-l0ºS), Bancos dos Abrolhos (17º30'S-18º20'S), Bacia de Campos (22º-24ºS), Bacia de Santos (24º-26ºS) e Bacia de Pelotas (28º-30ºS). A comunidade de cetáceos da costa brasileira está representada por 40 espécies, pertencentes a sete famílias: Balaenidae (n=l espécie), Balaenopteridae (7), Physeteridae (3), Delphinidae (20), Ziphiidae (7), Phocoenidae (1) and Pontoporiidae (1). As Bacias de Campos e Santos abrigam as comunidades mais ricas (n=32 espécies), seguidas pela Bacia de Pelotas (31), Recife-Salvador (23), Natal-Costinha (21) e Bancos dos Abrolhos (10). A maior riqueza de espécies nas Bacias de Campos e Santos pode ser explicada pela penetração da Água Central do Atlântico Sul (ACAS) que causa aporte considerável de nutrientes para estes ambientes. A ocorrência de algumas espécies parece estar fortemente vinculada a ressurgência costeira, como nos golfinhos do gênero Delphinus, o golfinho-pintado-do-Atlântico (Stenella frontalis) e a orca ( Orcinus orca) assim como algumas baleias, p. ex., baleia-de-Bryde (Balaenoptera edeni) e minke-aña (B. acutorostrata). Em contraste, estas espécies não estão presentes em águas costeiras do Nordeste, indicando a condição oligotrófica destas águas. A comunidade offshore é representada por três espécies do gênero Stenella, pantropical, S. attenuata, clymene, S. clymene e rotador, S. longirostris, o cachalote, Physeter macrocephalus, e espécies migratórias, como a baleia-minke-antártica (B. bonaerensis) e a baleia-sei (B. Borealis). Três espécies são amplamente distribuídas em águas costeiras da costa brasileira: o boto (Sotalia fluviatilis), o golfinho-nariz-de-garrafa (Tursiops truncatus) e a baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae). Como resultado de um esforço contínuo de observação e monitoramento na costa sudeste do Brasil, fica demonstrado a distribuição disjunta da toninha (Pontoporia blainvillei). Este fato causa especial consideração a respeito da implantação de medidas de manejo e conservação da espécie. A costa brasileira abriga uma rica diversidade de espécies de cetáceos quando comparada a outras comunidades tropicais. Entretanto, a estrutura das comunidades são diferentes entre as áreas de estudo e outros oceanos tropicais. Futuros estudos são necessários para compreender as diferenças entre a composição de espécies e os fatores oceanográficos que determinam estas variações.
Resumo : Cetaceans habitats along the Brazilian coast are described according to environmental features in six different areas: Natal-Costinha (5-7ºS), Recife-Salvador (7-l0ºS), Abrolhos Banks (l 7º30'S-18º20'S), Campos Basin (22º-24ºS), Santos Basin (24º-26ºS) and Pelotas Basin (28º-30ºS). The cetacean community along the Brazilian coast is comprised of 40 species, belonging to seven families: Balaenidae (n=l species), Balaenopteridae (7), Physeteridae (3), Delphinidae (20), Ziphiidae (7), Phocoenidae (1) and Pontoporiidae (1). Campos and Santos Basins support the highest species richness (n=32 species), followed by Pelotas Basin (31 ), Recife-Salvador (23), Natal-Costinha (21) and Abrolhos Banks (10). The highest diversity of cetacean species in Campos and Santos Basin can be explained by the penetration of South Atlantic Central waters (ACAS) which causes enrichment of such environment. The occurrence of some species are well connected to these upwelling conditions such as the dolphins of the genus Delphinus, the Atlantic spotted dolphin (Stenella frontalis) and the killer whale (Orcinus orca) as well as whales (Bryde's, Balaenoptera edeni and dwarf minke whale B. acutorostrata). ln contrast, such species are lacking along the coastal waters of the northeastern coast, indicating the oligotrophic structure of these waters. The offshore community is represented by three species of the genus Stenella, pantropical spotted, S. attenuata, clymene, S. clymene and spinner, S. longirostris, the sperm whale, Physeter macrocephalus, and migratory species, the Antarctic minke whale (B. bonaerensis) and the sei whale (B. borealis). Three species are widely distributed along the coastal waters of the Brazilian coast: the tucuxi (Sotalia fluviatilis), the bottlenose (Túrsiops truncatus) and the humpback whale (Megaptera novaeangliae). As a result of intensive observation and collection effort it was found that the franciscana (Pontoporia blainvillei) presents a disjunct distribution along the southeastern coast. This causes special concern for management and conservation issues regarding the franciscana. The Brazilian coast hosts a highly rich cetacean community when compared to other tropical oceans. Conversely, the species composition is different among the study sites and between ocean basins. Further studies are needed to better understand the variation among species composition within tropical oceans.
Palavras-chave: Costa brasileira
Distribuição geográfica
Cetáceos
Brasil
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Programa: Pós-Graduação em Zoologia
Departamento: Museu Nacional
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Nov-2001
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3507
Aparece nas coleções:Zoologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
840225.pdf46,79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.