Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/999
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Análise dos índices socioeconômicos no período 2003-2009 no Brasil: hipótese da “ascensão da classe C” e suas críticas
Autor(es)/Inventor(es): Lima, Juliana Azevedo
Orientador: Earp, Fábio de Silos Sá
Resumo: O cenário do Brasil na primeira década do século XXI foi de otimismo para a população, principalmente para as classes menos abastadas da sociedade. O salário mínimo real foi valorizado, a renda familiar cresceu, ao passo que as taxas de pobreza e desemprego caíam. Além disso, o programa Bolsa Família passou a atingir um número cada vez maior de famílias, assim como a linha de crédito ao consumidor foi elevada. A prosperidade econômica do período permitiu que famílias que antes eram excluídas do mercado consumidor, passassem a fazer parte dele. Essa conjuntura socioeconômica de prosperidade foi base para a criação hipótese da “ascensão da classe C”. Este trabalho busca entender esse panorama brasileiro que levou à hipótese em questão e entender quais as diferenças entre classe social e classe econômica. É a partir da compreensão dessa diferença, que surgem as críticas à hipótese da “ascensão da classe C”.
Palavras-chave: Brasil
Distribuição de renda
Ascensão social
Classe social
Classe econômica
Crescimento econômico
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Jul-2015
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/999
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JALima.pdf873,75 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.