Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/10290
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Contribuições do geoprocessamento para a avaliação quantitativa da geodiversidade: Parque Estadual da Pedra Branca (RJ)
Author(s)/Inventor(s): Soares Filho, Adison Ribeiro
Advisor: Seoane, José Carlos Sícoli
Co-advisor: Araujo, Jhone Caetano de
Abstract: O conceito de geodiversidade foi cunhado pela primeira vez em meados dos anos de 1940, mas apenas a partir da década de 1990, após a Conferência Rio 92 sobre o clima global, que esse termo se tornou tema de estudo e, de fato, hoje representa um importante conceito para aqueles que estudam e trabalham pela preservação do patrimônio geológico. Mais recentes do que o conceito de geodiversidade são as pesquisas acerca de sua quantificação em escala de paísagem, estes estudos começaram a ser desenvolvidos ao final da última década, e por conta disto, um dos grandes desafios para ramo é a consolidação de metodologias em diferentes escalas e variados parâmetros. Uma das metodologias para quantificar a geodiversidade em escala de paisagem que foi aplicada tanto no Brasil quanto em Portugal, foi a estimativa de densidade de Kernel (KDE). O método KDE consiste em três operações: sobreposição de mapas temáticos (overlay), geração de centróides (feature to points) e a análise de Kernel (kernel analisys). Este projeto tem como objetivo fornecer uma ferramenta (toolbox) através do software ESRI ArcGis© para a automatização o método de estimativa de densidade de Kernel (KDE). Foi realizada a avaliação quantitativa da geodiversidade do Parque Estadual da Pedra Branca (RJ), e para testar esta ferramenta foram analisados os mapas gerados variando diferentes parâmetros da análise de Kernel (tamanho das células e raio de pesquisa). Para tal, foram realizadas nove operações de KDE através desta ferramenta, todas geradas num período de um dia. Paralelamente, foi criada também outra ferramenta (toolbox) para a geração de dados morfométricos a partir de um modelo digital de elevação (MDE), estes produtos podem ser também utilizados em outros métodos para quantificação de geodiversidade. Para testar a aplicabilidade da ferramenta dos foram analisados três setores do Parque Estadual da Pedra Branca, nos quais são e foram realizados diversos projetos para a Geoconservação como levantamento de lugares de interesse geológico e construção de georroteiros e roteiros geoturísticos. Foram utilizados como parâmetros: litoestratigrafia, geomorfologia, pedologia, hidrografia e estruturas geológicas; tamanho de célula = 15m e raio de pesquisa = 1500m. Esta metodologia se mostrou coerente para o Parque Estadual da Pedra Branca, e o desenvolvimento desta pesquisa teve como objetivo também contribuir para o desenvolvimento do Grupo de Estudos em Patrimônio Geológico – GEPG/UFRJ, apresentando ferramentas para otimização e distribuição de dados e processos através da Internet.
Keywords: Geoconservação
Geoprocessamento
Estimativa de densidade de Kernel
Parque Estadual da Pedra Branca
Avaliação Quantitativa da Geodiversidade
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Production unit: Instituto de Geociências
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: Jul-2019
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SOARES FILHO, A.R.pdf4,89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.