Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/10923
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorIasi, Mauro Luis-
dc.contributor.authorSouza, Roseli Maria de-
dc.date.accessioned2019-12-20T19:51:31Z-
dc.date.available2019-12-22T03:00:11Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.citationSOUZA, Roseli Maria de. A subordinação dos camponeses ao capital: a exploração a partir da concentração e comercialização dos alimentos. 2015. 114 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Serviço Social) - Escola de Serviço Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/10923-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAgricultura familiarpt_BR
dc.subjectCampesinatopt_BR
dc.subjectAgronegóciopt_BR
dc.subjectCapitalismopt_BR
dc.titleA subordinação dos camponeses ao capital: a exploração a partir da concentração e comercialização dos alimentospt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1883750495301695pt_BR
dc.description.resumoEste trabalho objetiva analisar e entender melhor as formas de exploração, subordinação que se dão sobre os Camponeses desde os Alimentos e consequentemente para a sociedade, a partir do Capital, considerando que alimentar é essencial para todos os seres humanos. Partimos assim, de uma reflexão teórica que leva em conta as diversas discussões históricas acerca do Campesinato e que o Campesinato – a Agricultura Camponesa e o Agronegócio são dois modelos antagônicos que proporcionam diferentes formas de desenvolvimento e com diferentes resultados no Campo e em geral, dado que o Agronegócio tem por sua prioridade o lucro, a acumulação de capitais e que atualmente é amplamente hegemonizado. A partir dessa base teórica, analisamos vários temas que compõe as questões relacionadas à problemática Camponesa como: concentração, distribuição das riquezas, monopólios, padronização, as formas de exploração, a qualidade dos Alimentos processados, entre outros. Os dados são de várias fontes, no entanto todos evidenciam as formas de mercantilização dos Alimentos e as consequências para os Camponeses e para toda a população consumidora. Esse trabalho não tem por pretensão esgotar esta temática tão complexa e abrangente, apenas trazer alguns elementos de análise teórico e prático mais visíveis, que por vezes se tornam implícitos no dia- a- dia das pessoas, assim como, contribuir para pensarmos em estratégias de ações contra hegemônicas dentro do atual modelo de sociedade.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Serviço Socialpt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL::FUNDAMENTOS DO SERVICO SOCIALpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RMSouza.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.