Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/10949
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: O caos da segurança pública sob a ótica da violência praticada pelo policial militar e contra o policial militar no Estado do Rio de Janeiro
Author(s)/Inventor(s): Perozo, Pamela Cristina Themudo de Carvalho
Advisor: Guindani, Miriam Krenzinger Azambuja
Abstract: Analisa questões sobre a violência policial militar e a violência contra o policial militar no Estado do Rio de Janeiro. Destacas as relações do Estado para com a política de Segurança Pública, buscando identificar os fatores que impossibilitam o cidadão usufruir de uma política eficaz para as questões da violência. Na metodologia foram levantados dados bibliográficos retirados de textos, artigos, documentos eletrônicos, sites, livros e pesquisas sobre as categorias de análise: Estado; violência policial; polícia militar; Unidades de Polícia Pacificadora (UPP’s) e segurança pública. Analisam-se também dados secundários sobre violência policial e violência contra o policial, o que é de fundamental importância para entendimento da real situação do Estado do Rio de Janeiro. Para tanto, abordamos os dilemas da violência tal como, a trajetória histórica da construção da polícia no mundo e no Brasil, buscando entender qual a essência da sua função no Estado democrático de direito e sua relação com a população frente às intervenções. Para entendermos melhor a complexidade das ações violentas orquestradas pelos agentes da Polícia Militar, destaca as políticas de segurança pública que permeiam as ações nesse Estado. Contudo, analisa as estratégias de combate à violência, utilizadas antes da implantação do projeto de pacificação dentro das favelas do Rio de Janeiro, a fim de constatar se há de fato mudanças no quadro de violência a partir da implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP’s). Portanto, pode-se concluir que a violência, tanto policial como não policial, estão enraizadas na nossa sociedade, e que para o Estado a prática de violência contra tudo aquilo que vai na direção oposta de seus objetivos, é a primeira forma de intervenção. O grande problema não está, pois, somente no profissional que atua na ponta, pois, este faz parte da classe trabalhadora e reproduz os conceitos aprendidos durante sua profissão. As estratégias tradicionais de Segurança Pública mostram seu fracasso frente aos números expressivos de vitimizações, sendo assim, acredita-se que o problema é macro e precisa da participação de toda a sociedade para a reformulação de uma nova política, que atenda os interesses de todos, não apenas de uma só classe.
Keywords: Política social
Segurança pública
Polícia Militar
Violência
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL::SERVICO SOCIAL APLICADO
Production unit: Escola de Serviço Social
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 2015
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Citation: PEROZO, Pamela Cristina Themudo de Carvalho. O caos da segurança pública sob a ótica da violência praticada pelo policial militar e contra o policial militar no Estado do Rio de Janeiro. 2015. 69 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Serviço Social) - Escola de Serviço Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PCPerozo.pdf1,07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.