Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/11339
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Uso de tioureias como potenciais inibidores de corrosão do aço-carbono 1020 em meio ácido
Author(s)/Inventor(s): Braga, Carolina Gomes
Advisor: D’Elia, Eliane
Co-advisor: Aguiar, Lúcia Cruz de Sequeira
Abstract: No presente trabalho foi avaliada a eficiência de inibição da tioureia (NH2CSNH2) e de dois de seus derivados substituídos: N,N’- dibenziltioureia (DBTU) e N-benzil,N’-feniltioureia (BFTU) em meio corrosivo de HCl 1 mol L-1. Foi verificada também a eficiência de inibição de um inibidor de corrosão comercial (IC), utilizado em meio ácido, o inibidor BJ CI-11 (Lote B8SF 0552). O objetivo do presente trabalho é estudar a ação inibidora destes compostos na corrosão do aço- carbono 1020 através de medidas do potencial de corrosão, de medidas de impedância eletroquímica, de curvas de polarização anódica e catódica e ensaios de imersão com medidas de perda de massa em diferentes temperaturas. A corrente de corrosão foi determinada através da extrapolação das retas de Tafel das curvas de polarização e, então, foi calculada a eficiência do inibidor para cada concentração e temperatura. Estudou-se também o processo de adsorção através das isotermas de Langmuir, Frunkim e Temkin. A tioureia não substituída (TU) foi obtida comercialmente, enquanto as tioureias dissubstituídas DBTU e BFTU foram sintetizadas em laboratório por Viana [36], sendo a caracterização desses compostos feita através de Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear – RMN 1H. O inibidor de corrosão BJ CI-11 (Lote B8SF 0552) foi cedido pela Petrobras e sua composição não foi informada pela empresa. Pelos resultados obtidos, observou-se que estes compostos agem como inibidores de adsorção e seguem as isotermas de Langmuir, que apresentaram um coeficiente de correlação (R) em torno de 0,999 e um coeficiente angular próximo de 1. Dentre as tiouréias estudadas, a que obteve melhor resultado foi o N,N’-dibenziltioureia (DBTU), pois mostrou que é possível obter uma boa eficiência de inibição a partir da concentração de 5x10-5 mol L-1. O estudou permitiu também avaliar que esse mesmo composto, N,N’- dibenziltioureia, se comporta como melhor inibidor que o utilizado comercialmente - o inibidor BJ CI-11. A tioureia comercial, não substituída, não se mostrou tão eficaz no combate à corrosão do aço-carbono em meio ácido, quanto seus derivados dissubstituídos.
Keywords: Tioureias
Inibidores de corrosão
Aço-carbono 1020
Eletroquímica.
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::FISICO-QUIMICA::ELETROQUIMICA
Department : Instituto de Química
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 24-Oct-2012
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carolina Gomes Braga.pdf1,12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.