Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/11828
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Satisfação no trabalho entre trabalhadores terceirizados e concursados em uma grande empresa pública nacional
Author(s)/Inventor(s): Agostino, Rafael Dias
Advisor: Faria, Maria de Fátima Bruno de
Abstract: Esta pesquisa retrata resultados de uma monografia de final de curso de Administração que teve por objetivo identificar e evidenciar diferenças com relação à satisfação no trabalho entre trabalhadores terceirizados e concursados de uma unidade no Rio de Janeiro de uma grande empresa pública nacional. Foi realizada uma pesquisa quantitativa a partir do emprego da técnica de levantamento de dados ou survey com dois grupos de trabalhadores desta unidade, sendo 22 concursados e 36 terceirizados. O instrumento, aplicado pessoalmente, denominado Escala de Satisfação no Trabalho, construído e validado por Siqueira (2008, p. 272), inclui cinco dimensões de satisfação no trabalho, a saber: salário, colegas de trabalho, chefia, promoções e natureza do trabalho, a ser respondido em uma escala Likert de sete pontos. Os dados foram analisados por intermédio do software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) para o cálculo das estatísticas descritivas, assim como para a correlação de Pearson de cada um dos fatores e algumas variáveis demográficas significativas entre terceirizados e concursados. Os resultados apontaram para uma média geral de satisfação dos trabalhadores da unidade para 4,07 (entre indiferente e satisfeito), sendo que os concursados apresentaram uma média de satisfação igual a 4,23 (na mesma faixa), enquanto os terceirizados ficaram com nível de satisfação na faixa entre insatisfeito e indiferente, com média 3,98. O fator de maior insatisfação para ambos os grupos foi relacionado às promoções, onde a média geral ficou em 2,56, na faixa entre muito insatisfeito e insatisfeito. O fator de maior variação entre os grupos foi salário, onde a média das respostas dos terceirizados se situaram entre muito insatisfeito e insatisfeito (média 2,62), enquanto concursados estão entre indiferente e satisfeito (média 4,47). Buscou-se ainda através deste estudo entender em que fatores a terceirização interfere significativamente na satisfação dos trabalhadores. Foi verificada correlação positiva significativa entre o contrato de trabalho e o salário, indicando estarem os terceirizados mais insatisfeitos nesta dimensão. Por outro lado, identificou-se correlação negativa entre o contrato de trabalho e a satisfação com a chefia, indicando maior satisfação dos terceirizados com a chefia. O outro fator com correlação negativa foi com relação aos colegas de trabalho, indicando cooperação e relacionamento maior entre os membros da empresa terceirizada, mesmo com diferenças hierárquicas. As insatisfações dos terceirizados se deram justamente nas dimensões ligadas à remuneração, carreira e natureza do trabalho, em sintonia com a própria proposta da terceirização, de cortar custos e delegar aos terceirizados as atividades mais operacionais. Conclui-se então que a terceirização traz consequências negativas e demonstra ineficiência das políticas de gestão de pessoas sobre os terceirizados, sendo quase sempre nesta organização voltadas exclusivamente aos concursados.
Keywords: Administração Pública
Terceirização
Satisfação no Trabalho
Perfil do trabalhador
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Production unit: Faculdade de Administração e Ciências Contábeis
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 2018
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RDAgostino.pdf532,99 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.