Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/12234
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: A histeria de Hana Gonen como reflexo da sociedade israelense das décadas de 50-60: seria Hana uma bovarista?
Author(s)/Inventor(s): Souza, Alzineia Rodrigues Barreto Filha
Advisor: Oliveira, Leopoldo Osório Carvalho de
Abstract: No Romance Madame Bovary (1857) de Gustave Flaubert, a personagem protagonista Emma tem seu casamento afetado por sintomas da histeria, que revelam um conflito entre o comportamento social feminino esperado na metade do século XIX e os verdadeiros desejos (principalmente sexuais) de uma mulher. Já na obra Meu Michel (1968) de Amós Oz, a insatisfação da personagem protagonista Hana no seu relacionamento conjugal e com o meio em que vive, parece também consequência de um sintoma histérico. Sendo assim, o presente estudo pretende investigar, a partir do diálogo entre as duas obras e a teoria psicanalista de Freud, se a histeria em Hana, como em Bovary, representa o rompimento da expectativa do ideal feminino como consequência do mal-estar cultural1. Apesar das obras apresentarem estilo literário distintos e do distanciamento de tempo e espaço entre ambas, não existe nenhum impedimento quanto a aproximação temática proposta.
Keywords: Histeria
Feminilidade
Israel
Literatura comparada
Subject CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA COMPARADA
Production unit: Faculdade de Letras
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 2019
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Letras - Hebraico

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARBFSouza.pdf193,19 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.