Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/13396
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Qual o grau de regionalização das unidades básicas de saúde que atendem pacientes com tuberculose no Município do Rio de Janeiro
Author(s)/Inventor(s): Santos, Renan Duarte dos
Advisor: Pinheiro, Rejane Sobrino
Abstract: A tuberculose (TB) é uma doença infecciosa causada pela microbactéria denominada de Mycobacterium tuberculosis. A tuberculose continua a merecer especial atenção dos profissionais de saúde e da sociedade como um todo. Ainda obedece a todos os critérios de priorização de um agravo em saúde pública, ou seja, de grande magnitude, transcendência e vulnerabilidade. Nos dias atuais, a TB continua se destacando mundialmente como importante problema de saúde, exigindo o desenvolvimento de estratégias para o seu controle, considerando aspectos humanitários, econômicos e de saúde pública. Esse projeto de conclusão de curso busca então analisar o nível de regionalização das unidades de saúde do município do Rio de Janeiro, na atenção ao paciente com tuberculose, como um requisito importante para o acesso ao tratamento adequado em tempo oportuno. O projeto trata-se de um estudo ecológico, onde são analisados os dados do Sistema de Informação de Agravo de Notificação (SINAN) do município Rio de Janeiro no ano de 2010. Os dados passaram por processo de vinculação e foram fornecidos pela SMS-Rio (Sinan-Net, 2010). A vinculação consiste em agrupar a informação de notificação e tratamento de um paciente transferido em um mesmo registro. A base de dados foi composta por 7.181 casos notificados de TB no município do Rio de Janeiro, registrados em 2010. A análise apresentada no presente trabalho auxiliou na identificação do grau de regionalização das unidades de saúde que atenderam pelo menos 10 casos de tuberculose no município do Rio de Janeiro no ano de 2010. Percebeu-se que a regionalização aconteceu em um grau moderado, com algumas unidades de saúde atingindo pelo menos 60% do atendimento dos pacientes com tuberculose residentes. Entretanto, esse grau de regionalização não chegou a 90% do atendimento dos casos. As unidades ambulatoriais são recurso central na captação, diagnóstico e tratamento, em especial se consideramos a população adscrita à área de abrangência das unidades.
Keywords: Tuberculose
Centros de saúde
Regionalização
Tratamento
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
Production unit: Instituto de Estudos em Saúde Coletiva
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 19-Dec-2013
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Citation: SANTOS, Renan Duarte dos. Qual o grau de regionalização das unidades básicas de saúde que atendem pacientes com tuberculose no Município do Rio de Janeiro. 2013. 31 f. Monografia (Graduação em Saúde Coletiva) – Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.
Appears in Collections:Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RDSantos.pdf274,65 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.