Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/13437
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Evolução estratigráfica e sedimentar de corte e preenchimento de complexos de canais no talude continental, Bacia de Sergipe-Alagoas, Brasil.
Author(s)/Inventor(s): Delforge, Pedro Henrique Ceraso
Advisor: Figueiredo, Jorge de Jesus Picanço de
Abstract: Um conjunto de seis complexos de canais foi identificado a partir de dados sísmicos 3D na porção próxima à superfície do atual assoalho marinho no talude continental da Bacia de Sergipe-Alagoas, Brasil. Preenchendo os complexos de canais, foram identificados conjuntos de canais. Canais individuais não foram identificados por estarem abaixo da resolução sísmica. Os depósitos que preenchem os complexos de canais são decorrentes da evolução estratigráfica e sedimentar dos conjuntos de canais sendo exclusivamente depósitos siliciclásticos de caráter arenoso e lamoso. Os elementos complexos de canais, conjunto de canais e canais individuais (não identificados) estão geneticamente relacionados dentro de uma sequência deposicional. Com isso, refere-se que estes elementos estão todos relacionados a uma variação completa de descida e subida do nível de base da bacia, todavia pontuada por outras variações de menor amplitude e maior frequência. A dinâmica da evolução estratigráfica se desenvolve de acordo com um padrão bem estabelecido segundo o qual, inicialmente, durante o trato de sistema de mar baixo inicial formam-se preferencialmente superfícies erosivas causadas por fluxos gravitacionais (turbidíticos) energéticos. O registro geológico resultante destes processos é tão somente uma feição canalizada. O preenchimento destas feições acontece durante a fase de subida do nível de base nos tratos de sistema de mar baixo final e transgressivo em uma dinâmica de corte e preenchimento conhecida como back stepping, implicando em uma diminuição de energia dos fluxos gravitacionais para o topo. Desta forma, o registro sedimentar do preenchimento dos complexos de canais dá-se com os depósitos arenosos concentrados nas porções basais, e os lamosos nos topos dos complexos de canais. Os dados cronoestratigráficos obtidos nos poços analisados permitem apenas afirmar que a seção analisada é mais nova que o Eoceno tardio, todavia a base do principal conjunto de complexos de canais foi interpretada como sendo a discordância do Tortoniano. A espessura sedimentar do conjunto de complexo de canais e a quantidade de complexos de canais (seis) sugere que todo o conjunto necessitaria de um tempo de vários milhões de anos para o seu desenvolvimento. Esta inferência permite a proposição da hipótese de que cada uma das sequências deposicionais que deram origem a um complexo de canais seria uma sequência de terceira ordem, enquanto cada um dos conjuntos de canais seria uma sequência deposicional de quarta e/ou quinta ordem.
Keywords: Bacia de Sergipe-Alagoas
Complexos de canais no talude continental
Estratigrafia de sequências
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Production unit: Instituto de Geociências
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: Nov-2020
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DELFORGE, P.H.C.pdf6,25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.