Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/14829
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPresgrave, Octávio Augusto França-
dc.contributor.authorCordeiro, Vanessa Lira Ribeiro-
dc.date.accessioned2021-08-20T15:05:18Z-
dc.date.available2021-08-22T03:00:20Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationCORDEIRO, Vanessa Lira Ribeiro. Revisão sobre os métodos alternativos ao teste de irritação ocular (teste de Draize).Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ciências Biológicas - Modalidade EAD) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/14829-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCosméticospt_BR
dc.subjectTestes de toxicidadept_BR
dc.subjectExperimentação animalpt_BR
dc.subjectSaúde ocularpt_BR
dc.subjectRevisãopt_BR
dc.subjectCosmeticspt_BR
dc.subjectToxicity testspt_BR
dc.subjectAnimal experimentationpt_BR
dc.subjectReviewpt_BR
dc.titleRevisão sobre os métodos alternativos ao teste de irritação ocular (teste de draize)pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2228111092013682pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0442558096935857pt_BR
dc.contributor.referee1Cruz, Daniela Guedes da-
dc.contributor.referee2Alves, Rita de Cássia Soares-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/3784756583944977pt_BR
dc.description.resumoAté o século XX era comum à comercialização de produtos sem serem testados quanto sua eficácia, sem a devida avaliação toxicológica e possíveis danos que estes poderiam causar a saúde de seus consumidores, acarretando em sérios danos á saúde humana, conforme esta descrito na literatura, devido a essa situação foi necessário um controle da toxicidade e fiscalização do produto final e seus ingredientes para garantir a segurança e eficácia dos mesmo para a população. Neste momento surge o teste de irritação ocular, teste de Draize, que utiliza coelhos para este fim, mas o uso de animais em experimentação têm sido severamente criticado e questionado por grupos defensores do bem estar dos animais, por levarem ao sacrifício e sofrimento injustificado de um número extraordinário de animais. Além de questões éticas, a busca por métodos alternativos, seguindo o princípio dos 3Rs, de Russel e Burch, é uma questão de grande relevância para os laboratórios oficiais de controle da qualidade. O objetivo desse trabalho foi elaborar uma revisão bibliográfica sobre os métodos alternativos ao teste de irritação ocular, teste de Draize, demonstrando as metodologias alternativas existentes atualmente no mercado mundial utilizadas para avaliação toxicológica de segurança de produtos, demonstrando os métodos válidos e validados, assim como fomentar a reflexão acerca de valores éticos sobre a preservação da vida animal. Para o levantamento desses dados foi realizada uma revisão de literatura em artigos científicos e sites consagrados nacionais e internacionais que tratam do assunto, foram levantados dados bibliográficos sobre os principais métodos alternativos existentes atualmente que substituem o uso de animais vivos na pesquisa científica, buscando também desde as primeiras leis elaboradas a proteção ambiental/animal, a consolidação do teste de irritação ocular, teste de Draize a atualidade sobre este métodos e os testes alternativos a este. Os métodos alternativos que são validados atualmente são: Teste in vitro de curta duração para danos oculares, Epitélio corneal humano reconstruído, BCOP, ICE e FL e os válidos: HET-CAM, CAM-TBS,IRE,RBC,NRU,QPT e MTT. Apesar da grande quantidade de métodos existentes, a substituição completa de animais ainda não é possível em diversas áreas da experimentação, devido a isso esta sendo estudado uma bateria de testes, capazes de, a partir de uma avaliação conjunta, substituir o uso de coelhos, e através desta, desenvolver um sistema hierárquico onde animais sejam utilizados apenas para a confirmação da ausência de toxicidade, reduzindo ao máximo o risco.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Biologiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICASpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VLRCordeiro.pdf883.45 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.