Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/1517
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVaz, Paulo Roberto Gibaldi-
dc.contributor.authorFreitas, André Luiz de Aguiar-
dc.date.accessioned2017-03-08T18:15:09Z-
dc.date.available2017-03-10T03:00:11Z-
dc.date.issued2006-11-29-
dc.identifier.citationFREITAS, André. Nordeste: um imaginário corroborado pelo jornal O Globo. 2006. 47 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/1517-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectRepresentações sociaispt_BR
dc.subjectBrasil, Nordestept_BR
dc.subjectImprensapt_BR
dc.subjectConstrução da identidadept_BR
dc.titleNordeste: um imaginário corroborado pelo jornal O Globopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5987778390189807pt_BR
dc.contributor.referee1Herschmann, Micael Maiolino-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8285658527971096pt_BR
dc.contributor.referee2Pinto, Milton José-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/8346143179360768pt_BR
dc.description.resumoEstuda a construção da identidade da região Nordeste do Brasil a partir da visão do Sudeste e entender como está estabelecido o imaginário de nordestino a partir da imprensa. As visões de alteridade são divididas em três eixos principais: o atraso político e econômico; o imigrante e o exótico paraíso turístico. A partir da definição dos três tipos de alteridade para o Nordeste o foco de análise passa a ser a linha editorial seguida pelo jornal O Globo, o impresso de maior circulação da capital fluminense. Em suas diferentes editorias o Globo trata a região de modos diferentes, mas corroborando um olhar, que muitas vezes recorre ao estereótipo, sulista de construção do outro. Seguindo no estudo de algumas matérias publicadas na editoria “O País”, no caderno “Boa Viagem” e da série especial “Vida Severina”, é possível notar como o discurso do Sudeste constrói o outro e ao mesmo tempo traça parâmetros opostos para a construção de si mesmo.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AFREITAS.pdf512.6 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.