Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/15221
Type: Dissertação
Title: O projeto de formação educacional do MST e a questão da cultura corporal
Author(s)/Inventor(s): Ortiz, Caroline Arnaldo
Advisor: Azevedo, Ângela Celeste Barreto de
Abstract: No meio acadêmico-científico encontramos em debate atualmente a relação Educação e Movimentos Sociais. É interessante verificar nessa relação sobre a necessidade de uma formação educacional voltada para condições emancipatórias de vida humana e como tal proposta de formação está contemplada em projetos de educação popular, como o proposto pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). No presente estudo destacamos as mediações teóricas estabelecidas entre Educação do Campo e o MST em diálogo com as questões que envolvem a Cultura Corporal. Dessa forma, estabelecemos como problema de investigação se e como a Cultura Corporal está retratada em textos/documentos elaborados pelo MST referentes à Educação do Campo. O objetivo é caracterizar a concepção de Cultura Corporal atrelada à proposta de formação educacional do MST. Para subsidiar nossa análise, nos apropriamos das contribuições teóricas de Antonio Gramsci - dando relevo aos elementos que problematizam a questão do intelectual e da cultura e da proposta da Escola Unitária. A perspectiva de Cultura Corporal que adotamos está pautada em referências teóricas epistemológicas de recorte crítico marxista, como a trazida pelo Coletivo de Autores (1992; 2012). Na análise dos dados levantados, verificamos que: 1) a Cultura Corporal não é retratada com esse termo, tampouco em acordo com a perspectiva conceitual trazida pelo Coletivo de Autores e outros autores abordados; 2) a concepção de Educação proposta pelo MST não está alinhada à perspectiva de Cultura Corporal trazida nos textos/documentos investigados.
Abstract: In the academic-scientific environment we are currently debating the relationship between Education and Social Movements. It is interesting to verify in this relation the need for an educational formation focused on emancipatory conditions of human life and how this proposal of formation is contemplated in popular education projects, such as the one proposed by the Movement of the Landless Rural Workers (MST). In the present study we highlight the theoretical mediations established between Field Education and the MST when in dialogue with issues involving Body Culture. Thus, we establish as a research problem whether and how the Body Culture is portrayed in texts / documents elaborated by the MST regarding the Field Education. The objective is to characterize the conception of Body Culture linked to the proposal of educational formation of the MST. In order to support our analysis, we appropriate the theoretical contributions of Antonio Gramsci - highlighting the elements that problematize the question of intellectual and culture and the proposal of the Unitary School. The perspective of Body Culture that we adopt is based on epistemological theoretical references of critical Marxist cut, such as brought by the Collective of Authors (1992, 2012). In the analysis of the data collected, we verified that: 1) Body Culture is not portrayed with this term, not even in agreement with the conceptual perspective brought by the Collective of Authors and other authors approached; 2) the conception of Education proposed by the MST is not aligned with the perspective of Body Culture brought in the texts / documents investigated.
Keywords: Formação educacional
Movimento Sem Terra
Movimento Sem Terra e Educação
Cultura corporal
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Program: Programa de Pós-Graduação em Tecnologia para o Desenvolvimento Social
Production unit: Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 25-Jan-2018
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Tecnologia Para o Desenvolvimento Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
893366.pdf595.55 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.