Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/154
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFragozo, Fernando-
dc.contributor.authorPaschoal, Vitor Henrique-
dc.date.accessioned2016-04-19T13:42:42Z-
dc.date.available2016-04-21T03:00:05Z-
dc.date.issued2006-12-12-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/154-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectTelevisãopt_BR
dc.subjectOs Simpsonspt_BR
dc.subjectHumorpt_BR
dc.titleO insondável humor de Os Simpsons: Springfield e a pós-modernidadept_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8778872217181908pt_BR
dc.contributor.referee1Antoun, Henrique-
dc.contributor.referee2Lissovsky, Maurício-
dc.contributor.referee3Fernandes, Fátima-
dc.description.resumoO riso é comumente associado a disputas sociais, filosóficas, políticas, culturais e pessoais. Através dele pode-se impor a derrota, o silêncio a um adversário. Por outro lado, o humor pode também ser uma forma afirmativa, a mera brincadeira que aceita as imperfeições humanas. O riso adota várias formas e códigos e isso gera incerteza sobre seus motivos. Dois teóricos de diferentes formações buscam analisar o humor de OsSimp sons e apresentam conclusões divergentes. Através da revisão de seus ensaios, o presente trabalho visa relacionar a falta de consenso sobre a função de riso no programa com o contexto pós-moderno.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RADIO E TELEVISAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Radialismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
paschoalvictor-mon.pdf251,71 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.