Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/1648
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLissovsky, Mauricio-
dc.contributor.authorEncarnação, Paulo Maurício Schueler da-
dc.date.accessioned2017-03-23T18:37:16Z-
dc.date.available2017-03-25T03:00:09Z-
dc.date.issued2007-06-27-
dc.identifier.citationENCARNAÇÃO, Paulo Mauricio Schueler da. Colunismo econômico na Folha e no Estadão. 2007. 114 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/1648-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectJornalismo especializadopt_BR
dc.subjectFolha de São Paulo (jornal)pt_BR
dc.subjectO Estado de São Paulo (jornal)pt_BR
dc.titleColunismo econômico na Folha e no Estadãopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8617902192670705pt_BR
dc.contributor.referee1Refkalefsky, Eduardo-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9511577097026908pt_BR
dc.contributor.referee2Barbosa, Gabriel Collares-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9574814628228974pt_BR
dc.description.resumoAnalisa o colunismo econômico veiculado nos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo ao longo do ano de 2006. Com a reestruturação produtiva e a introdução de novas tecnologias nas redações e gráficas, a reportagem perde espaço para o colunismo na interpretação e análise das ocorrências econômicas. O colunismo econômico presente nas páginas dos dois jornais paulistanos defende a iniciativa privada, critica a presença do Estado na economia e sugere a desregulamentação dos direitos trabalhistas como solução para o desemprego e o subemprego verificados no Brasil. Suas sugestões para o desenvolvimento do Brasil se identificam com a Escola Neoclássica, corrente de pensamento econômico organizada pelo austríaco Friedrich August von Hayek. Como as próprias empresas jornalísticas passam a interferir na atividade produtiva, através das novas tecnologias e de suas agências noticiosas, o colunismo é parte de um modelo de jornalismo que vai comprovar a tese de que o desenvolvimento da imprensa está ligado ao desenvolvimento do próprio capitalismo. Este trabalho analisa também o desenvolvimento histórico do jornalismo econômico e a linguagem por ele utilizada, o “Economês”.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PENCARNAÇÃO.pdf738,87 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.