Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/1998
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorHasenclever, Lia-
dc.contributor.authorSantos, Rainer Marques dos-
dc.date.accessioned2017-05-15T18:37:27Z-
dc.date.available2017-05-17T03:00:13Z-
dc.date.issued2013-04-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/1998-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectRegião Serranapt_BR
dc.subjectRio de Janeiro (Estado)pt_BR
dc.subjectDesenvolvimento socioeconômicopt_BR
dc.subjectInfraestruturapt_BR
dc.titleDesenvolvimento econômico do Estado do Rio de Janeiro: região serranapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteslattes.cnpq.br/1501388573142596pt_BR
dc.contributor.referee1Carvalho, René Louis de-
dc.contributor.referee2Paranhos, Julia-
dc.description.resumoAnalisa o desenvolvimento da Região Serrana do estado do Rio de Janeiro e o seu papel no desenvolvimento deste Estado na última década. Pretende-se ainda, traçar uma perspectiva socioeconômica para aquela região frente aos projetos anunciados para os próximos anos no Estado. A metodologia adotada baseou-se no estudo da literatura disponível acerca do desenvolvimento econômico do estado do Rio de Janeiro e da análise de dados disponibilizados pelas principais instituições de pesquisa estatística. O critério de desenvolvimento local utilizado integra várias dimensões: espaciais, econômicas, sociais, culturais e políticas. Observou-se que após uma fase de recessão nos primeiros anos da década de 2000, a Região Serrana apresentou crescimento positivo e estável na segunda metade da década. Entretanto, esse crescimento não veio acompanhado de desenvolvimento, tal que a infraestrutura de saúde da região se mostrou estagnada ao longo da década, as finanças dos principais municípios apresentaram-se altamente dependentes das transferências governamentais e o Produto Interno Bruto per capita da região permanece muito abaixo da média do Estado. Além disso, o crescimento da renda na região se deve em grande parte da ampliação da participação das micro e pequenas empresas. Estas, por sua vez, produzem bens de pior qualidade e pagam piores salários que as empresas de maior porte.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Economiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RMSantos.pdf909.83 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.