Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/2059
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorBraga, William Dias-
dc.contributor.authorElia, Mariana Duba Silveira-
dc.date.accessioned2017-05-22T19:41:17Z-
dc.date.available2017-05-24T03:00:14Z-
dc.date.issued2008-12-04-
dc.identifier.citationELIA, Mariana Duba Silveira. O que é notícia e não está na pauta: apagamentos constitutivos na grande mídia. 2008. 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/2059-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectJornalismo diáriopt_BR
dc.subjectPautapt_BR
dc.subjectNotíciapt_BR
dc.subjectDireito à informaçãopt_BR
dc.titleO que é notícia e não está na pauta: apagamentos constitutivos na grande mídiapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9766999581053753pt_BR
dc.contributor.referee1ElHaji, Mohammed-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1461763145344845pt_BR
dc.contributor.referee2Pires, Paulo Roberto-
dc.description.resumoAnálise dos processos de produção da informação, tendo como eixo central a primeira etapa desse processo, em que se decide o que é notícia. Abordamos as principais teorias da comunicação que tratam desse aspecto, configuradas no conjunto conhecido como newsmaking. A partir daí, retiramos as noções que norteiam o processo de construção de significado e de agendamento da sociedade pelo jornalismo. Em seguida, levantamos os temas veiculados na editoria “Rio” do jornal O Globo durante dois meses, a fim de identificar o que é considerado notícia para o jornal de maior circulação na cidade do Rio de Janeiro. Pretendemos assim refletir sobre os aspectos de noticiabilidade, questionando de que forma a sociedade é privada do conhecimento de temas ignorados pela grande mídia. Vemos que a especialização de assuntos, a “rotinização” da prática jornalística, a inserção dos jornalistas nos meios de decisão, como atores e não espectadores, a imprevisibilidade do objeto de trabalho — o fato — são alguns dos aspectos que colaboram para a limitação e repetição de temas. Procuramos enfim apresentar alternativas de abordagens, que alargam o espectro da noticiabilidade e da produção jornalística, a fim de garantir uma atuação mais completa e comprometida com o destino final, a sociedade.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Aparece nas coleções:Comunicação - Jornalismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MElia.pdf346,54 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.