Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/2273
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSalis, Fernando Alvares-
dc.contributor.authorWaltz, Igor-
dc.date.accessioned2017-06-19T20:25:21Z-
dc.date.available2017-06-21T03:00:09Z-
dc.date.issued2009-11-29-
dc.identifier.citationWALTZ, Igor. A imagem do jornalista: um estudo da representação cinematográfica. 2009. 67 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/2273-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCinemapt_BR
dc.subjectJornalismopt_BR
dc.subjectRepresentaçãopt_BR
dc.titleA imagem do jornalista: um estudo da representação cinematográficapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7250543486330602pt_BR
dc.contributor.referee1Travancas, Isabel Siqueira-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0325091621337695pt_BR
dc.contributor.referee2Soares, Augusto Henrique Gazir Martins-
dc.description.resumoAnalisa a relação histórica entre o cinema e o jornalismo, considerando as características empregadas na construção da imagem dos profissionais de imprensa na grande tela. O estudo busca ponderar quais as marcas mais comuns na solidificação de um estereótipo dos jornalistas nas obras cinematográficas e até que ponto o cinema alimenta ou é alimentado pela mítica que envolve essa profissão. Para tal fim, o projeto examina produções de diferentes épocas, ficções e documentários, para avaliar como essa imagem é construída. O considerável número de obras que retratam os profissionais de mídia, o cotidiano das redações e a prática da atividade jornalística nos despertou o interesse pelas diferentes formas como esses profissionais são representados. A imprensa tem sido um tema recorrente ao cinema, em especial norte-americano, desde 1909, com o filme The Power of the Press (de Van Dyke Brook), considerado a primeira produção do subgênero newspaper movie. Desde então, as formas de representação não se mantiveram inalteradas ao longo dos anos, oscilando entre as vertentes maniqueístas do profissional engajado pelo bem da sociedade e o inescrupuloso com ambições de poder e fama. Dessa forma, a análise estabelece uma contraposição entre as representações negativas e positivas, entre as imagens de herói e vilão, do jornalista.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IWaltz.pdf477,9 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.