Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/2290
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTravancas, Isabel Siqueira-
dc.contributor.authorGuedes, Rachel Rimas da Silva-
dc.date.accessioned2017-06-22T19:46:55Z-
dc.date.available2017-06-24T03:00:17Z-
dc.date.issued2009-12-02-
dc.identifier.citationGUEDES, Rachel Rimas da Silva Guedes. Entre a ficção e a realidade: a construção da notíca no new journalism. 2009. 59 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/2290-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectJornalismo literáriopt_BR
dc.subjectContemporaneidadept_BR
dc.titleEntre a ficção e a realidade: a construção da notícia do New Journalismpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0325091621337695pt_BR
dc.contributor.referee1Pires, Paulo Roberto-
dc.contributor.referee2Castro, Paulo César-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/4482415757591851pt_BR
dc.description.resumoEste trabalho tem como objetivo entender como se constrói a notícia no new journalism, estilo jornalístico que se consolidou nos Estados Unidos na década de 1960 e que mudou a face do jornalismo norte-americano. Procura-se analisar quais são os recursos dos quais jornalistas como Gay Talese, Tom Wolfe e Jimmy Breslin lançam mão para elaborar seus textos, que além de informar, pretendem conferir um fim estético à reportagem. A apropriação de técnicas literárias provenientes do romance somada à apuração detalhada e profunda e à abordagem criativa do fato caracterizaram o movimento. Entra em cena a figura do repórter participativo, que interage com os personagens da notícia e imprime seu estilo pessoal ao texto. As reportagens que estampavam as páginas das revistas The New Yorker, Esquire e Vanity Fair encontraram resistências tanto dos jornalistas tradicionais quanto dos literatos, que criticavam o impressionismo, a exuberância estilística e desconfiavam da veracidade dos fatos. Para compreender o new journalism, suas origens e influências, fez-se necessário investigar as relações nem sempre amigáveis entre o jornalismo e a literatura, traçar um perfil do jornalismo atual e analisar a produção textual do movimento, que até hoje inspira jornalistas de todas as partes do mundo, inclusive do Brasil. Em uma época em que se questiona o futuro do jornal impresso e da reportagem, entender as raízes e as propostas do new journalism é essencial para compreender os rumos do jornalismo e dos meios de comunicação.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RGuedes.pdf488,79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.