Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3433
Tipo: Tese
Título: Corais e comunidades recifais e sua relação com a sedimentação no Banco dos Abrolhos, Brasil
Autor(es)/Inventor(es): Ramos, Bárbara Segal
Orientador: Castro, Clovis Barreira e
Coorientador: Silva, Heitor Evangelista da
Resumo: Uma questão cada vez mais importante em recifes de coral de todo o mundo é o efeito dos sedimentos terrígenos sobre a biota recifal. O estudo teve por objetivo avaliar comunidades coralíneas sujeitas a diferentes condições de sedimentação no Banco dos Abrolhos. Os recifes internos do Banco apresentaram, quase sempre, taxas de sedimentação maiores que as dos recifes externos. As taxas de deposição na maioria dos recifes foram maiores no inverno-primavera e, na maioria das vezes, associadas à frequência de ventos de mais de 15 nós, provenientes de NE-E ou S. Isto e a observação de que a composição de radioisótopos no sedimento não variou entre as estações sugerem uma influência importante da ressuspensão no regime de sedimentação. As comunidades coralíneas não apresentaram relação direta com a taxa de deposição de sedimentos. No entanto, observou-se que, na maioria dos casos, recifes com alta cobertura de Palythoa caribaeorum também apresentaram alta deposição de sedimentos. Houve uma relação inversa entre cobertura de P. caribaeorum e cobertura coralínea. Apesar disso, recifes com comunidades e deposições de sedimento diversas apresentaram altas taxas de recrutamento de corais, e mesma incorporação de radioisótopos do sedimento pelo coral Mussismilia braziliensis. O recrutamento de hidrocorais apresentou correlação positiva com a abundância de adultos destes organismos, enquanto não foi observada esta relação entre recrutas e adultos de escleractíneos. Fatores relacionados à sedimentação, como a abundância de P. caribaeorum ou luz, podem estar influenciando indiretamente na estruturação das comunidades de corais. A ocorrência de comunidades diferentes em situações aparentemente semelhantes sugere que a estrutura das comunidades deve responder a uma complexa interação de fatores bióticos e abióticos, incluindo a ocorrência de eventos estocásticos.
Resumo : The effects of terrigenous sediments upon coral reefs are major concern all over the world. The aim of this study is to evaluate coral communities at different sediment settings at the Abrolhos Bank. Most reefs closer to shore presented higher sediment deposition rates than reefs farther from mainland. Deposition rates were, in most cases, higher at winter-spring and, usually, associated with the frequency of NE-E or S winds with speeds higher than 15 knots. This and the absence of differences in radioisotope composition of sediments in different seasons suggest an important influence of resuspention on the sedimentation regime. Coral communities showed no direct relation with sediment deposition. However, in most cases, reefs with high Palythoa caribaeorum cover also presented high sediment deposition rates. There was an inverse relation between P. caribaeorum abundance and coral cover. Nevertheless, reefs with different communities and sediment deposition rates presented high coral recruitment, and similar radioisotope assimilation by the coral Mussismilia braziliensis. Recruitment of hydrocorals presented a positive correlation with adult hydrocoral abundance, while scleractinian corais recruitment did not present the same pattern. Factors related to sedimentation, such as P. caribaeorum abundance or light, may be indirectly influencing the structure of coral communities. The occurence of different communities in apparently similar situations suggests these communities may respond to complex interactions of biotic and abiotic features, including the occurrence of stochastic events.
Palavras-chave: Corais
Abrolhos, Arquipélago dos (BA)
Recifes e ilhas de coral
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::ZOOLOGIA APLICADA::CONSERVACAO DAS ESPECIES ANIMAIS
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Departamento: Museu Nacional
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Abr-2003
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3433
Aparece nas coleções:Zoologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
618229.pdf8,99 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.