Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3460
Tipo: Tese
Título: Taxonomia e distribuição geográfica dos Monstrilloida (Copepoda - Crustacea) do Atlântico sul ocidental
Autor(es)/Inventor(es): Dias, Cristina de Oliveira
Orientador: Bonecker, Sérgio Luiz Costa
Coorientador: Suárez-Morales, Eduardo
Resumo: Copépodes Monstrilloida são relativamente raros no plâncton e somente o primeiro estádio de náuplio e os adultos são de vida livre, enquanto que todos os outros estádios são endoparasitas de poliquetas e moluscos. Estudos taxonômicos e ecológicos deste grupo são limitados devido à raridade dos espécimens. Dezoito táxons de Monstrilloida perteocentes aos gêneros Monstrilla. Cymbasoma e Monstrillopsis (Monstrilloida: Copepoda: Crustacea) foram registrados para o Atlântico Sul Ocidental (5-50 ºS). Dados sobre a ocorrência, distribuição, aspectos morfológicos e informações ecológicas são fornecidos para todos os táxons. As características diagnósticas das espécies registradas para o Atlântico Sul Ocidental são semelhantes às das espécies encontradas em outras localidades, ocorrendo algumas variações em relação ao comprimento total das mesmas. Foi apresentado o padrão de armadura da antênula das fêmeas das espécies analisadas. com a finalidade de servir como base para futuras comparações. As quinze espécies identificadas foram agrupadas em 4 áreas, segundo os parâmetros de temperatura e salinidade da região, sendo determinadas a existência das seguintes associações de espécies de Monstrilloidas para o Atlântico Sul Ocidental (5 a 50 ºS): a) Associação de espécies da Zona Tropical. formada pelas espécies da Área (Monstrilla rugosa, M grandis, M careli, Cymbasoma longispinosum, C. rigidum e Monstrillopsis gracilis), abrangendo o litoral dos estados do Rio Grande do Norte a Alagoas. onde foram registradas temperaturas que variaram entre 27 e 37ºC e salinidade de 35.4 a 36.4 PSU, caracterizando a presença da Água de Plataforma com temperaturas elevadas e da Água Tropical. e Área 2 (Monstrilla careli, M brasiliensis, M. satchmoi. M bahiana e Monstrillopsis gracilis), abrangendo a costa do estado da Bahia, onde foram registradas temperaturas entre 25.4 e 26,9ºC e a salinidade variou de 36.4 a 37.4 PSU, características da Água Tropical: b) Associação de espécies da Zona Subtropical. formada pelas espécies Monstrilla grandis. M. careli. M. rugosa, M. brasiliensis. M pustulata. M satchmoi. Cymbasoma quadridens. C. longispinosum, C rigidum. C. rachai. Monstrillopsis dubia. M. gracilis e M. fosshageni. abrangendo o litoral dos estados do Espírito Santo a Santa Catarina, onde foram registradas temperaturas entre 20.5 e 29.6 ºC e salinidade entre 28 e 35. 9 PSU, características da presença da Água Costeira e da Água de Plataforma; e c) Associação de espécies da Zona de Transição, formada pelas espécies Monstrilla grandis e M. helgolandica. abrangendo o litoral da Argentina. onde foram encontradas temperaturas entre 12.3 e 19 ºC e salinidade de 33.3 a 34.0 PSU, sendo definida como de mistura entre a região Subtropical e Subantártica. Foi verificada a diminuição do número de espécies no sentido norte-sul e que a sua grande maioria não fica restrita a apenas uma massa d' água. As espécies se distribuem usualmente cobrindo pelo menos uma massa d'água inteiramente ou parte de uma ou duas outras.
Resumo : Taxonomic and ecological works of the group are limited by the rarity of specimens which are captured by plankton nets as adults only. Most stages are highly modified internai parasites of benthic polychaetes and molluscs. The material examined was collected during zooplankton surveys in neritic and oceanic areas off the coast of Brazil and Argentina. The diagnostic taxonomic characteristics of the South Occidental Atlantic specimens are similar to the one found in other places. with some variations in relation to the length of the body. The pattem of antennular armature was described for each species in order to use this feature in future taxonimical comparisons. The fifteen species were associated to four areas each with distinct conditions of temperature and salinity. The following associations of monstrilloids in the surveyed area were determined by cluster analysis: a) species associations of the Tropical Zone – with species of Areas l and 2 . ln Area 1 Monstrilla grandis. M rugosa, M careli, Cymbasoma rigidum. C. longispinosum, and Monstrillopsis gracilis occurred. lt included the coast of region from Rio Grande do Norte to Alagoas (Brazil), with temperatures ranging between 27 and 37 ºC and salinity between 35.4 and 36.4 PSU. These values are characteristic of the Shelf and Tropical Waters in the region. Monstrilla brasiliensis. M. careli. M. satchmoi, M bahiana, and Monstrillopsis gracilis occurred in Area 2, restricted to coastal zone of Bahia (Brazil). with temperatures between 25.4 and 26.9 ºC and salinity between 36.4 to 3 7.4 PSU characteristic of Tropical Water: b) species association of the Subtropical Zone – it included Monstrilla grandis. i\1. careli. M. rugosa. M. brasiliensis, M. pustu/ata, M satchmoi. Cymbasoma quadridens. C. longispinosum. C. rigidum. C. rachai. Monstrillopsis dubia. M. gracilis. and M fosshageni occurred in the coastal zone from Espírito Santo to Santa Catarina (Brazil), with a thermal range of 20.5 – 29.6 ºC and a salinic variability of 28 – 35.9 PSU; these values are characteristic ofthe Shelf and Coastal Waters; and e) species association of the Transitional Zone – with Monstrilla grandis and ,\;f helgolandica. both occurred in the coasts off Argentina (12.3 to 19 ºC. 33.3 to 34 PSU. The Transitional Zone is defined as an area of mixture of Subtropical and Subantarctic Zone conditions. These is a decreasing number of species from North to South. most species are not limited to one water mass. The species recorded usually are distributed in one water mass entirely. and also in at least parts of one or two others.
Palavras-chave: Distribuição espacial
Crustáceos
Copépodes
Monstrilloida
Atlântico Sul, Oceano
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::TAXONOMIA DOS GRUPOS RECENTES
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Departamento: Museu Nacional
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Mai-2002
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3460
Aparece nas coleções:Zoologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
567114.pdf21,68 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.