Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/3508
Type: Dissertação
Title: Alterações morfológicas e patológicas em esqueletos de boto-cinza Sotalia fluviatilis (Gervais, 1853) do litoral do Estado do Rio de Janeiro
Other Titles: Morphological and pathological changes in skeletons of Sotalia fluviatilis (Gervais, 1853) of the coast of the State of Rio de Janeiro
Author(s)/Inventor(s): Fragoso, Ana Bernadete Lima
Advisor: Oliveira, Luiz Flamarion Barbosa de
Co-advisor: Souza, Sheila Maria Ferraz Mendonça de
Abstract: Sotalia fluviatilis (Gervais, 1853) (Mammalia, Cetacea, Delphinidae), o botocinza, é o delfinídeo mais frequente na costa do Estado do Rio de Janeiro. Contudo, informações osteológicas sobre esta espécie são bastante restritas. Com o intuito de ampliar o conhecimento referente às alterações em esqueletos da espécie foi realizado um estudo em 75 exemplares. A amostra constou de esqueletos depositados em acervos de instituições e oriundos de coletas a partir de encalhes e capturas acidentais na costa do Rio de Janeiro. Objetivou-se identificar os tipos de alterações e relacionar a sua freqüência com o sexo, idade, tamanho, maturidade física, ocorrência por áreas da coluna vertebral e região de procedência dos indivíduos. As peças ósseas foram medidas e examinadas quanto à ocorrência, localização e grau de desenvolvimento de alterações morfológicas e patológicas. As alterações foram categorizadas em traumáticas, degenerativas, infecciosas e de desenvolvimento. A maioria dos espécimens (77,3%) apresentou algum tipo de alteração no esqueleto, fosse esta de origem traumática (n=47), degenerativa (n=25), infecciosa (n=24) ou de desenvolvimento (n= 22). Um pequeno número (n=4) apresentou lesões abrangendo todas as categorias. O número de peças afetadas por lesões variou de uma a 25, sendo que a maioria (50,7%) possuía de seis a dez ossos com alterações. As regiões mais afetadas da coluna vertebral foram a cervical e a torácica. De maneira geral, o número de alterações ósseas e de peças afetadas tendeu a aumentar com o avanço da idade dos exemplares, relacionando-se com o tamanho dos mesmos. O número de ossos afetados por lesões não diferiu entre os sexos. Indivíduos oriundos da área central do litoral fluminense apresentaram uma maior incidência de alterações e de peças afetadas. O estudo das alterações ósseas se mostra uma ferramenta importante na obtenção de dados patológicos em exemplares em que a necropsia não é possível. As frequências de ocorrência de alterações morfológicas e patológicas na espécie podem, potencialmente, estar associadas tanto às características do indivíduo quanto às particularidades dos ossos do esqueleto.
Abstract: Sotalia fluviatilis (Gervais, 1853) (Mammalia, Cetacea, Delphinidae), the tucuxi dolphin, is the most common delphinid on Rio de Janeiro coast. However, osteological information about this species are very limited. To increase the knowledge about bony changes in skeletals of this species, a study was realized on 75 specimens. The material consisted of skeletals remains stored in institutional collections that resulted from strandings and incidental caught on fisheries along the coast of Rio de Janeiro. This research had the objective of identify the bony changes and relate its frequency considering sex, age, size, physical maturity, presence by vertebral column region and individual localities. The bones were measured and examined to identify the presence, localization and development degrees of morphological and pathological changes. The lesions was distinguished in traumatic, degenerative, infectious and developmental categories. Most of specimens (77,3%) had some bone lesion sort of traumatic (n=47), degenerative (n=25), infectious (n=24) or developmental (n= 22) origin. A reduced number of specimens (n=4) had all lesion categories. The number of affected bones reach one to twenty-five, although the most of specimens (50,7%) had six to ten bones with lesions. The most affected regions of vertebral column was the cervical and thoracic. ln general, the number of lesions and the affected bones had tendency to increase with aging of specimens and was related with the individual size too. The number of affected bones was similar between sex. Individuals from central area of Rio de Janeiro state had more incidence of lesions and bone affected by changes. The study of bony changes is a important tool for access pathological information on specimens that the necropsy is not possible. The frequency of occurrence of morphological and pathological changes in this species could be associated to particularities from region, the form of natural resources use and other interference occasioned by human activity.
Keywords: Rio de Janeiro (Estado)
Cetáceos
Sotalia fluviatilis
Delfinídeos
Morfometria
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::MORFOLOGIA DOS GRUPOS RECENTES
Program: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Department : Museu Nacional
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 2001
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3508
Appears in Collections:Zoologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
552027.pdf4,05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.