Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3700
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: O twitter e os desafios do gerenciamento de crise nas mídias sociais: um estudo de caso do #calabocagalvão
Autor(es)/Inventor(es): Simões, Lorena Cardoso
Orientador: Barbosa, Gabriel Collares
Resumo: Busca entender o impacto das redes sociais online, em especial o serviço de microblogging Twitter, no gerenciamento de crises de imagem e corporativas na comunicação organizacional das empresas de comunicação. O fenômeno “Cala a boca Galvão”, mobilização online a respeito do locutor Galvão Bueno da TV Globo, durante a copa do mundo de futebol de 2010, foi utilizada como estudo de caso para uma análise mais objetiva do que pode ser considerado como boas práticas em mídias sociais. As estratégias e falhas da equipe de mídias sociais da Central Globo de Comunicação são consideradas para entender as possibilidades de atuação no gerenciamento de crise online e quais métodos podem ser encaixados como alternativas bases para lidar com situações semelhantes.
Palavras-chave: Redes sociais
Movimentos sociais
Ativismo
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAO
Departamento: Escola de Comunicação
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 7-Dez-2011
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Citação: SIMÕES, Lorena Cardoso. O twitter e os desafios do gerenciamento de crise nas mídias sociais: um estudo de caso do #calabocagalvão. 2011. 65 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.
URI: http://hdl.handle.net/11422/3700
Aparece nas coleções:Comunicação - Jornalismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LCSimoes.pdf1,32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.