Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/3992
Type: Dissertação
Title: Análise da composição e da distribuição geográfica da avifauna das restingas do Estado do Rio de Janeiro
Other Titles: Analysis of the composition and geographic distribution of the restinga avifauna of Rio de Janeiro state, Brazil
Author(s)/Inventor(s): Reis, Henrique Bastos Rajão
Advisor: Gonzaga, Luiz Antonio Pedreira
Abstract: Foi feita uma análise da composição e da distribuição geográfica da avifauna residente nas restingas do Estado do Rio de Janeiro. Foram reconhecidos três padrões de distribuição: ampla distribuição sul-americana, táxons endêmicos da Mata Atlântica e táxons endêmicos da área de estudo, representados respectivamente por 85,31%, 14% e 0,69% dos táxons residentes. A preponderância de elementos de ampla distribuição, encontrados em mais de dois domínios morfoclimáticos, indica que a avifauna estudada é composta por generalistas, que podem utilizar uma grande gama de ambientes. No entanto, antes de ser uma avifauna oriunda de vários biomas, a avifauna das restingas fluminenses mostrou ser uma avifauna de Mata Atlântica. A forte influência de elementos da avifauna da Mata Atlântica é confirmada pela presença dos táxons endêmicos e pela comparação com algumas áreas de floresta atlântica alterada de baixada, no Estado do Rio de Janeiro. A composição da comunidade é marcada pela dominância de elementos da subordem Oscines e da superfamília Tyrannoidea, o que caracteriza uma avifauna de áreas abertas. A semelhança com as áreas de mata de baixada já citadas indica, no entanto, que a avifauna da Restinga é tipicamente de borda de mata, e não propriamente campestre. A baixa especificidade é explicada pela história de sucessivos afogamentos da Restinga ao longo do Holoceno e pela ausência de barreiras com outras formações dentro do Domínio Tropical Atlântico.
Abstract: Three patterns of distribution were recognized: wide south-American distribution (85,31 %), Atlantic Forest endemics (14%) and study area endemics (0,69%). The dominance of widely distributed elements, those found at more than two morphoclimatic domains, shows that the studied avifauna is composed by generalists species, which use a great variety of ambients. However, rather than being an avifauna originated from many biomes, the avifauna of the study area seems to be an Atlantic Forest avifauna. The strong influence of the Atlantic Forest avifaunal elements is confirmed by the presence of the endemics and by the comparison with some disturbed lowland Atlantic Forest areas, in Rio de Janeiro state. The community composition is distinguished by the dominance of the suborder Oscines and superfamily Tyrannoidea, defining an open areas avifauna. However, the similarity with lowland forests in Rio de Janeiro state shows that the Restinga avifauna is typicaly a forest edge one. The low specificity may be explained by the history of successive Restinga drowning during the Holocene and by the lack of geographical barriers with other Tropical Atlantic Domain formations.
Keywords: Rio de Janeiro (Estado)
Zoogeografia
Restinga
Comunidades
Aves
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::COMPORTAMENTO ANIMAL
Program: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Department : Museu Nacional
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 25-Sep-1998
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3992
Appears in Collections:Zoologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
273442.pdf3,2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.