Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4138
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Análise de palinofácies em testemunhos de águas profundas na Bacia do Ceará, Brasil
Autor(es)/Inventor(es): Cerqueira, Théo Alves
Orientador: Mendonça Filho, João Graciano
Resumo: O material estudado foi retirado de uma área de assoalho oceânico, localizada na Bacia do Ceará, nas extensões das sub-bacias de Piauí, Acaraú e Icaraí. A coleta do material foi realizada através de um testemunhador do tipo piston core, pelo qual foram retiradas 21 amostras para análise de geoquímica orgânica. Este trabalho tem como objetivo caracterizar a matéria orgânica particulada em 7 pontos de coleta da área do piston core. Tais pontos formam uma área losângular com cerca de 132 Km2 de uma área total de aproximadamente 9.449,54 Km², onde cada ponto contém amostras de topo, meio e base (intervaladas aproximadamente de 0,7m a 1 m), através das técnicas de geoquímica orgânica e palinofácies para uma possível caracterização do ambiente deposicional. A análise de Carbono Orgânico Total (COT) revelou valores de Carbono (C%) e Enxofre (S%) relativamente baixos, já o resíduo insolúvel (RI%) apresentou valores variando de 6% a 86%, indicando mudança de um ambiente siliciclástico para carbonático, da base ao topo dos testemunhos. Quanto à análise organocomposicional, as amostras exibiram certa diversidade em seus componentes. De um modo geral, o grupo de maior predomínio está representado por matéria orgânica amorfa (MOA), seguido de fitoclasto, sendo este último constituído, em sua maioria, pelos tipos perfurados e opacos, os quais possuindo alto grau de flutuabilidade. O predomínio do grupo amorfo sugere um ambiente de baixa energia e baixa concentração de O2, porém, quando esta tendência muda, passando a predominar o grupo fitoclasto, tais condições indicam um ambiente de maior energia e maior concentração de O2. Os palinomorfos, representados pelos marinhos (com ocorrências consideráveis de dinocistos, palinoforaminíferos, escolecodontes e ovos de copépoda) e pelos continentais (subgrupo esporomorfo e ocorrência do subgrupo microplâncton de parede orgânica de água doce do gênero Botryococcus) foram observados na maior parte dos pontos analisados. A ocorrência de fitoclastos opacos, cutículas, esporomorfos e Botryococcus (este último em menor escala) em pontos mais distais, pode-se sugerir que foram transportados por correntes turbidíticas através de cânions submarinos. Através da análise palinológica, foram observados quantidades significativas de zooclastos e ovos de copépoda, nos pontos mais proximais, apresentando palinofácies de caráter plataformal, sugerindo poder haver uma plataforma carbonática na área em questão. Além disso, foi possível identificar algumas espécies de Dinocistos de idades diferentes, sendo estas o Neógeno, com a ocorrência das espécies Areolégera sp., Wetzeliella symmetrica sp, Spiniferites splendidos e o Quaternário, com as espécies Operculodinium israelianum, Nematosphaeropsis labyrinthus, Pentapharsodinium sp., Operculodinium centrocarpum e Spiniferites ramosus, Impagidinium strialatum e dinocistos heterotróficos. De um modo geral, as análises realizadas nos pontos coletados forneceram informações relevantes acerca do ambiente deposicional, fornecendo dados valiosos para trabalhos futuros.
Palavras-chave: Palinofácies
Bacia do Ceará
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::GEOQUIMICA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Out-2016
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4138
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CERQUEIRA, T.A.pdf2,56 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.