Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4198
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorDayan, Henrique-
dc.contributor.authorVitoriano, Romualdo Lins-
dc.date.accessioned2018-07-03T14:49:21Z-
dc.date.available2018-07-05T03:00:20Z-
dc.date.issued2006-05-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/4198-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectSanto Antônio de Páduapt_BR
dc.subjectMapeamento geológicopt_BR
dc.subjectOrtognaisse “Olho de Pombo”pt_BR
dc.titleGeologia estrutural de um segmento da falha da Itajara - Pirapetingapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3101258569889454pt_BR
dc.contributor.referee1Mendes, Julio Cezar-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2278221700182008pt_BR
dc.contributor.referee2Abreu, Carlos Jorge de-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0298294865365128pt_BR
dc.description.resumoO município Santo Antonio de Pádua tem na exploração das rochas ornamentais uma fonte de recursos muito importante para a sua economia. O crescimento das atividades de extração e beneficiamento de rochas aumentou muito, com o recuo da agricultura no município, devido ao baixo retorno econômico desta atividade. O trabalho aqui realizado consistiu no mapeamento geológico estrutural, na escala de detalhe, (1:10000) numa porção da falha Itajara – Pirapetinga, localizada na Serra do Bonfim, município de Santo Antonio de Pádua. Esta tarefa veio a complementar trabalhos pretéritos efetuados na região, sendo aqui apresentada uma proposição de um estudo do processo conhecido por transpressão inclinada, com possibilidades de aplicação à zona da falha de Itajara – Pirapetinga. Esta falha pertence ao feixe de falhas transcorrentes as quais se ramificam assintoticamente a partir da Zona de Cisalhamento do Rio Paraíba de Sul, sendo aqui interpretadas como pertinentes ao regime transpressívo, produzindo uma estrutura em flor positiva. A área mapeada neste trabalho revelou a existência de cinco faixas de ortognaisse “Olho de Pombo” com texturas proto a milonítica, encaixado no domínio litológico regional menos deformado, representado por gnaisses bandados e também por faixas granulíticas (granulitos e charnockitos).pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VITORIANO, R.L.pdf3,06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.