Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4273
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Caracterização geoquímica da sequência cretáceo-terciária da Bacia Sedimentar da Foz do Amazonas
Autor(es)/Inventor(es): Ferreira, Daniel Antonio Peçanha de Martino
Orientador: Mendonça Filho, João Graciano
Coorientador: Fernandes, Nedson Humberto
Resumo: A utilização de outras fontes de energia tem sido incentivada, praticamente, em todos os países do mundo. Disso resulta o reconhecimento do gás natural como importante alternativa de suprimento de energia, principalmente por questões ambientais, pois sua utilização possibilita reduzir a poluição do ar e, ao substituir o carvão vegetal, diminui os desmatamentos, contribuindo, assim, para a melhoria da saúde das populações e da qualidade do meio ambiente. Seguindo esta linha de raciocínio um estudo mais detalhado sobre as bacias sedimentares brasileiras, em especial na Bacia da Foz do Amazonas, seria de grande valia no contexto exploratório brasileiro já que esta apresenta um grande potencial de geração para produção de gás natural. Utilizando-se dos dados de 53 poços da Bacia da Foz do Amazonas, este trabalho tem como objetivo fazer um modelamento geoquímico com os dados de pirólise Rock-Eval que são os valores de S1,S2,S3 e Temperatura Máxima (Tmáx) e em seus parâmetros, Índice de Produção (IP), Potencial de Geração (PG), Índice de Oxigênio (IO) e Índice de Hidrogênio (IH), assim como uma análise sobre os teores de Carbono Orgânico Total (COT %) das rochas potencialmente geradoras da bacia da Foz do Amazonas. Os resultados obtidos desta análise geoquímica permitirão uma melhor seleção das áreas mais propicias a exploração de hidrocarbonetos, além de permitir classificar o tipo de matéria orgânica, querogênio, presentes nas rochas geradoras da bacia. Após a análise dos resultados verificou-se que todas as formações estudadas, Limoeiro, Caciporé e Amapá, apresentam potencial para geração de gás e que em alguns pontos temos a presença de condensado e também de óleo. Dentre as três formações geradoras, a que apresenta um melhor potencial de geração é a Formação Caciporé, que possui os índices mais elevados para COT (%), sendo a região central aquela que desperta maior interesse exploratório já que é nesta região que encontramos os maiores valores de S1, S2, e dos parâmetros Potencial de Geração (PG) e Índice de Produção (IP). Outra informação que se pode obter e através da análise do tipo de querogênio, que são os constituintes orgânicos das rochas sedimentares que são insolúveis em componentes aquosos alcalinos e solventes orgânicos (Tissot & Welte, 1984). Através da interação dos valores apresentados pelo Índice de Hidrogênio (IH) e dos valores de Índice de Oxigênio (IO) podemos definir que a matéria orgânica predominante nesta bacia é de origem essencialmente terrestre o que nos permite dizer que o querogênio predominante nesta bacia é o querogênio tipo III.
Palavras-chave: Bacia da Foz do Amazonas
Modelamento geoquímico
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Fev-2008
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4273
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FERREIRA, D.A.P.M.pdf1,67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.