Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/427
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMoreira, José Henrique Ferreira Barbosa-
dc.contributor.authorMebus, Vanessa Cunha-
dc.date.accessioned2016-06-02T19:00:01Z-
dc.date.available2016-06-04T03:00:12Z-
dc.date.issued2011-12-12-
dc.identifier.citationMEBUS, Vanessa Cunha. Dogville e Brecht: o teatro no cinema. 2011. 41 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação – Habilitação em Radialismo) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/427-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectProdução Audiovisualpt_BR
dc.subjectCinemapt_BR
dc.subjectLonga-metragempt_BR
dc.subjectTeatropt_BR
dc.titleDogville e Brecht: o teatro no cinemapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1810734724317811pt_BR
dc.contributor.referee1Monteiro, Gabriela Lirio Gurgel-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5144170619756716pt_BR
dc.contributor.referee2Lissovsky, Maurício-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/8617902192670705pt_BR
dc.contributor.referee3Fernandes, Fátima Sobral-
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/6378629974313895pt_BR
dc.description.resumoAnálise do filme Dogville (2003) para efeito de comparação com os recursos teatrais empregados pelo dramaturgo e teatrólogo Bertolt Brecht (1898-1956) em seu Teatro Épico. O que está em jogo é a comprovação de uma ideia difundida no meio cinematográfico que tal movimento teatral se configurou na principal influência do diretor do longa-metragem, o dinamarquês Lars Von Trier (1956 - ). Através do estudo de O Pequeno Organon para o Teatro, espécie de manifesto escrito por Brecht, e assim conhecendo os pilares do Teatro Épico, realiza-se um estudo comparativo com elementos do filme, como narrativa direção de arte e atuação do elenco. Busca-se encontrar diferenças e pontos de intersecção entre as duas obras, para reafirmar ou desmentir o que se afirma na mídia sobre Dogville, como no caso dos blogs destinados a comentar sobre cinema. Observa-se, através desse trabalho a aproximação cada vez mais comum entre cinema e teatro, sendo efetuada, nesse caso, em sua forma mais ousada. E a forma como e harmonizam os dois tipos de arte no que foi chamado por Lars Von Trier de “Cinema de Fusão”.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RADIO E TELEVISAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Radialismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dogville e Brecht - Vanessa Cunha Mebus.pdf412,1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.