Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4362
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Mapeamento geológico da Região de Gonçalves, Folha Paraisópolis, Sul de Minas Gerais
Autor(es)/Inventor(es): Fontainha, Marcos Vinicius Ferreira
Orientador: Trouw, Rudolph Allard Johannes
Resumo: A área estudada está localizada nas proximidades da cidade de Gonçalves, Sul de Minas Gerais na Folha Paraisópolis, 1:50.000, estando inserida na porção meridional da Faixa móvel Brasília. Entretanto, as rochas desta região foram também afetadas pela deformação e metamorfismo relacionados a Faixa Ribeira de maneira que a região é entendida como de interferência entre as Faixas Brasília e Ribeira. Foram reconhecidas diversas litologias agrupadas em cinco unidades de mapeamento. São elas: unidade Anfibólio-Biotita Gnaisse migmatítico estromático; unidade Sillimanita-Granada-Gnaisse; unidade Biotita Gnaisse migmatítico com rochas calci-silicatadas; unidade Quartzito; unidade ortognaisse porfirítico de coloração acinzentada e granulometria média-grossa, com porfiroclastos de K-feldspato com até vários centímetros de diâmetro e composição granítica a granodiorítica. Nas unidades foram reconhecidas estruturas e associações metamórficas relacionadas a dois eventos regionais de deformação em cinco fases deformacionais. A fase D1 é responsável pela formação da foliação S1 que em grande parte está transposta pela foliação S2. A fase D2 gerou a foliação principal da área, S2, com mergulho para SE, plano axial de dobras isoclinais e lineação mineral e de estiramento L2 com caimento para W-SW. Esta fase foi interpretado como a responsável pelo transporte tectônico das rochas da região para ENE. A fase D3 gerou dobramentos suaves da foliação S2 com vergência para NW. Na fase D4 desenvolveram-se a foliação milonítica com lineação de estiramento L4 observadas ao longo de uma zona de cisalhamento. Na fase D5 desenvolveram-se falhas de caráter rúptil de direção NW-SE, com alguns diques de diabásio preenchendo-as. O primeiro evento regional de deformação é responsável pelas fases D1 e D2, metamorfismo principal na fácies anfibolito alto a granulito e é interpretado como a representação do evento termo-tectônico do segmento sul da Faixa Brasília, enquanto o segundo evento é responsável pelas fases D3 e D4, retrometamorfismo na fácies anfibolito e xisto verde e representa à evolução da Faixa Ribeira neste segmento. A fase D5 está relacionada á falhas rúpteis e injeção de diques de diabasío/basalto no período cenozóico.
Palavras-chave: Nappe Socorro – Guaxupé
Mapeamento geológico
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Mar-2010
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4362
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FONTAINHA, M.V.F.pdf7,64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.