Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4597
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Mapeamento geológico da região de Vila Estrela, distrito de Cumaru do Norte, sudeste do Pará
Autor(es)/Inventor(es): Büttner, Felipe Santana
Orientador: Corrêa Neto, Atlas Vasconcelos
Resumo: A área estudada abrange a região de Vila Estrela, no município de Cumaru do Norte, extremo sudeste do estado do Pará, próximo à fronteira tríplice entre os estados do Pará, Mato Grosso e Tocantins. O contexto geológico e geotectônico da região representa a evolução de metassedimentos Paleoproterozoicos sobre embasamento granito-gnáissico Arqueano, localizados no Domínio Santana do Araguaia, Província Transamazonas. Foi realizado mapeamento geológico na escala 1:25.000 e o resultado foi o reconhecimento de diversos litotipos, agrupados em duas unidades informais. São elas: Unidade 1-Embasamento (composto por granitóides e ortognaisses) e Unidade 2-Metassedimentos (metacalcáreo branco, metapelito ardoseano, metacalcáreo, metassiltito, metacalcáreo preto, filito carbonoso, meta-arenitos e subvulcânicas máficas). Os metassedimentos podem ser correlacionáveis com a Fm. Fazenda Santa Fé, embora sua parte superior também seja similar à Fm. Gorotire. Os elementos estruturais observados foram agrupados em duas fases de deformação: Dn e Dn+1. A fase Dn, responsável pela geração da foliação principal Sn, paralela ao plano axial de dobras fechadas isoclinais com vergência para Sul, encontra-se (sub)paralela ao acamamento sedimentar primário dos metassedimentos. A fase Dn+1 gerou dobras abertas com vergência para Nordeste e eixo caindo para NNW. O metamorfismo regional da área (M1) pode ser caracterizado como de baixo grau, fácies sub-xisto verde, o qual foi sobreposto por um evento posterior (M2) relacionado à possível intrusão, a qual gerou metamorfismo de contato na fácies albita-epidoto-hornfels e infiltração de fluidos tardi-magmáticos hidrotermais, além de um evento de caráter retrógrado tardi-M2. A partir de então, conclui-se que os eventos hidrotermais que afetaram as rochas de Vila Estrela situam-se próximo ao contato entre as unidades 1 e 2; e que a idade máxima obtida para a deposição dos metassedimentos (<1.9Ga) não condiz com as idades tradicionalmente atribuídas para a deformação e metamorfismo no Domínio Santana do Araguaia (Província Transamazonas). Essa idade máxima também questiona a correlação entre os metassedimentos de Vila Estrela com os da Fm. Fazenda Santa Fé, tida como Arqueana. Já a Fm. Gorotire, cuja idade de deposição é similar aos metassedimentos aqui descritos, têm estratigrafia similar apenas ao topo dos metassedimentos de Vila Estrela.
Palavras-chave: Mapeamento geológico
Rochas metassedimentares
Vila Estrela
Cumaru do Norte
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Fev-2012
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4597
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BÜTTNER, F.S.pdf11,06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.