Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4601
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Mapeamento geológico, petrografia e geoquímica preliminar dos ortognaisse Serra da Bolívia na região de Itaocara, norte do estado do Rio de Janeiro
Autor(es)/Inventor(es): Dias, Luiz Guilherme Rodrigues
Orientador: Mendes, Julio Cezar
Coorientador: Machado Júnior, Ovídio Gonçalves
Resumo: O presente trabalho é o estudo da geologia, petrografia, geoquímica preliminar do ortognaisse Serra da Bolívia, que ocorre na região de Santo Antônio de Pádua, na região norte do Estado do Rio de Janeiro. A área estudada situa-se na transição da Faixa Ribeira para Faixa Araçuai, mais precisamente no Domínio Cambucí do Terreno Oriental, segundo Almeida et al., 1998. Nas imediações da unidade Serra da Bolívia (USB), ocorrem outras cinco unidades de mapeamento (na qual a gênese e evolução podem estar diretamente ligadas). A USB aflora em uma área de aproximadamente 120 Km² e corresponde a um corpo de forma alongada na direção NE-SW. Possui composição variando de Tonalítica a Qtz-diorítica, com textura inequigranular variando de seriada a porfirítica. Sua mineralogia é composta por feldspatos, quartzo, biotita, piroxênio, anfibólio, granada, zircão, minerais opacos, titanita, rutilo, apatita e allanita. Misturado de forma complexa na USB, ocorre Leucogranito com sillimanita, oriundo de fusão de metassedimentos pretéritos (granito “Tipo S”). A foliação tectônica principal foi gerada na fase deformacional progressiva Dn, possuindo strike predominante NE-SW. Tal foliação é retrabalhada pelo evento Dn+1, formando dobras abertas e suaves assimétricas, inclinadas plungeantes para NE. O metamorfismo atingiu a fácies anfibolito alto a granulito, caracterizado, sobretudo por paragêneses metamórficas nas unidades metassedimentares (Kfeldspato/sillimanita/biotita/clorita) e orotderivadas (biotita/piroxênio/anfibólio). Na USB, observa-se localmente fusão in situ, o que corrobora com tais condições metamórficas. Grande parte das rochas mapeadas apresenta desequilíbrio metamórfico, para fácies anfibolito baixo. Dados geocronológicos de Tupinambá et al., 2007, indicam idades de cristalização UPb em zircão de 596 milhões de anos, em amostra de gabronorito na Serra da Bolívia.
Palavras-chave: Mapeamento geológico
Petrografia
Geoquímica
Ortognaisse Serra da Bolívia na Região de Itacora, Norte do estado RJ
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Mai-2012
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4601
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DIAS, L.G.R.pdf3,66 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.