Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/4606
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRodrigues Junior, Jorge de Almeida-
dc.contributor.authorPires, Araceli de Sousa-
dc.date.accessioned2018-08-22T18:54:11Z-
dc.date.available2018-08-24T03:00:14Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/4606-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectReologiapt_BR
dc.subjectPetróleopt_BR
dc.subjectCopolímeros termossensíveispt_BR
dc.subjectNanopartículaspt_BR
dc.subjectMicelas alongadaspt_BR
dc.titleDesenvolvimento de sistemas associativos de micelas longadas para recuperação avançada de petróleopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8686707088487722pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5686382713714757pt_BR
dc.description.resumoExiste uma busca constante por métodos, técnicas e materiais que proporcionem um aumento na produção dos campos petrolíferos, visto que atualmente a quantidade de óleo extraído fica em torno de 35% do total existente no reservatório. Com frequência, são injetadas soluções aquosas cujos principais aditivos são os tensoativos e os polímeros. Enquanto estes atuam na redução da tensão interfacial água/óleo, aqueles são capazes de aumentar a viscosidade do fluido. Melhorando assim as eficiências de deslocamento e varrido, respectivamente. A proposta central deste trabalho consistiu na síntese de surfactantes de baixo custo capazes de formar micelas alongadas em meio aquoso, com potencial tanto para ampliar a eficiência de varrido quanto de deslocamento. Para tal, desenvolveu-se uma rota a partir da borra ácida proveniente do refino da produção de óleos vegetais. De modo a potencializar a atuação das micelas alongadas formadas, foram também desenvolvidas nanopartículas com segmentos termossensíveis, com capacidade de interagir com o interior das micelas alongadas em temperatura crescente. A partir de borras ácidas dos óleos de soja, coco, palma e mamona, cada uma separadamente, sintetizou-se uma mistura de alquilamidossulfobetaínas, caracterizadas pelas técnicas de RMN¹H e FTIR. Um conjunto de copolímeros contendo grupamentos amino terminais foi cationizado, para posterior acoplamento em nanopartículas de sílica. Diversos estudos foram realizados; estabilidade das nanopartículas preparadas, por medição do potencial zeta; ensaios reológicos dos surfactantes em meio aquoso, a fim de avaliar e comparar o comportamento de cada produto em função de diferentes variáveis. Foi obtido um sistema com comportamento pseudoplástico pronunciado mesmo em concentração de 0,25% m/v, o qual foi submetido a testes específicos para EOR, tais como: deslocamento de óleo em meio poroso, para avaliar o caráter tensoativo e viscosificante; degradação mecânica por cisalhamento em capilar, a fim de verificar o efeito autorregenerativo das micelas. Ao mesmo tempo, fluidos comerciais foram submetidos aos mesmos testes, os dados obtidos foram então comparados. Os resultados encontrados mostraram que os aditivos desenvolvidos apresentam de fato grande potencial de aumento da eficiência de varrido e de deslocamento, mesmo em baixas concentrações. Além disso, o aproveitamento da borra para obtenção dos tensoativos deverá agregar valor à cadeia produtiva dos óleos vegetais no Brasil. Nesse sentido, sistemas contendo micelas alongadas e nanopartículas possuem excelentes perspectivas tanto acadêmicas quanto de aplicação.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Químicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::QUIMICA ORGANICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Araceli Pires 2015.02-min.pdf1,99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.