Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4733
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Seletividade marital no Brasil entre 1995, 2005 e 2015
Autor(es)/Inventor(es): Orlando, Carlos Alberto Kebudi
Orientador: Pero, Valéria Lúcia
Resumo: A desigualdade social é um problema de caráter mundial e pode ser explicado por diversos fatores. Um desses é a seletividade marital ou assortative mating, em que existiria maior probabilidade de casais se formarem em ambientes socioeconômicos de pessoas com características semelhantes. O objetivo do trabalho é voltado para o estudo empírico da mudança de comportamento para a formação de casais com mesma escolaridade no Brasil ao longo dos últimos 20 anos, o que leva a uma análise da dinâmica mais recente das mudanças da nossa sociedade. Para tanto, com base nos dados da PNAD/IBGE serão analisados os anos de 1995, 2005 e 2015, sendo estimada a evolução da seletividade marital por escolaridade. O principal resultado aponta para a diminuição da seletividade marital no Brasil, que é impactado a partir de fenômenos exogâmicos e heterogâmicos.
Palavras-chave: Acasalamento
Relações conjugais
Mobilidade social
Desigualdades sociais
Fatores socieconômicos
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA DOS RECURSOS HUMANOS::DEMOGRAFIA ECONOMICA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Abr-2017
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4733
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia Carlos Alberto Orlando V6.5.pdf694,02 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.