Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4752
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Geologia, aspectos petrográficos e geoquímica preliminar das rochas vulcânicas, subvulcânicas máficas (andesitos-dioritos) e félsicas (dacitos-tonalitos), região entre Tiradentes e Prados, estado de Minas Gerais
Autor(es)/Inventor(es): Vieira, Thayla Almeida Teixeira
Orientador: Ávila, Ciro Alexandre
Coorientador: Bongiolo, Everton Marques
Resumo: A região entre as cidades de São João del Rei e Tiradentes é representada por um substrato composto de rochas vulcano-sedimentares atribuídas aos greenstone belts Rio das Mortes, Nazareno e Dores de Campos e por diversos corpos paleoproterozóico Ryacianos, dentre os quais destacam-se rochas subvulcânicas e vulcânicas félsicas da suíte Serrinha em São João del Rei e do córrego Santo Antônio, em Tiradentes. Neste contexto se formaram as rochas estudadas no presente trabalho. Na região entre as cidades de Tiradentes, Vitoriano Veloso, Prados e Dores de Campos (Minas Gerais) foi realizado o mapeamento geológico na escala 1:25.000 de cerca de 85km², envolvendo principalmente o andesito máfico Santo Antônio e as rochas da suíte félsica Tiradentes. As rochas do andesito máfico Tiradentes são faneríticas finas a médias, mesocráticas, variam de andesitos a dioritos (mais restritos) e possuem fenocristais de anfibólio de até 6mm. Estas são cortadas por diques de metabasito, pegmatitos, por delgados veios de epidoto, quartzo e carbonato, bem como ocorrem como xenólitos ou sendo entrecortada por diques das rochas vulcânicas e subvulcânicas félsicas. As rochas andesíticas apresentam textura equigranular, possuem textura lepidoblástica e nematoblástica. As rochas da unidade em questão são compostas essencialmente pelo plagioclásio, hornblenda e biotita e tem como minerais acessórios o zircão, apatita e opacos. Posteriormente, sua mineralogia primária foi superinposta por minerais secundários associados a um processo metamórfico regional caracterizado pelo crescimento de actinolita, epidoto, biotita2 e titanita. Logo após o evento descrito, todo o conjunto foi modificado por processo metamórfico – hidrotermal que ocasionaram a epidotização, sericitização e a cloritização de alguns minerais. A suíte félsica Tiradentes é constituída por dois conjuntos de composição semelhante, porém de texturas diferentes (tonalitos – dacitos), onde essa diferenciação representa distintos níveis crustais de consolidação do magma pai. Neste contexto, a suíte pode ser subdividida em: 1) corpos vulcânicos e subvulcânicos félsicos afaníticos, incluindo predominantemente andesitos, dacitos e granófiros, com texturas que variam de equigranulares a microporfiríticas, onde algumas amostras apresentam estrutura acamadada e; 2) corpos subvulcânicos félsicos, faneríticos de finos a médios, com textura variando de equigranular a porfirítica. Estes conjuntos são compostos essencialmente por plagioclásio, quartzo e biotita, bem como apresentam agregados contendo clorita, biotita, epidoto e titanita, que foram interpretados como xenólitos máficos parcialmente assimilados de rochas da unidade andesítica Santo Antônio. Estas rochas variam de metaluminosas a peraluminosas, podem ser classificadas como trondhjemitos de baixo conteúdo de Al2O3 e teriam se formado em um ambiente de arco vulcânico intra-oceânico a partir da cristalização de um magma andesítico de baixo potássio ou pela cristalização de um magma gerado pela fusão parcial de um anfibolito ou gabro. Neste caso, as diferenças texturais observadas estariam associadas à cristalização do magma em diferentes níveis crustais. Os dados obtidos apontam que os componentes da suíte félsica Tiradentes correspondem à segunda ocorrência de rochas vulcânicas e subvulcânicas félsicas riacianas do cinturão Mineiro, o que caracteriza que pelo menos uma parte do compartimento vulcânico desse cinturão está exposto no presente nível crustal. Neste contexto, a origem destas rochas está associada a um magma trondhjemítico que teria evoluído e cristalizado bem próximo a superfície em um ambiente do tipo arco de ilha intra-oceânico.
Palavras-chave: Andesito máfico Santo Antônio
Suíte félsica Tiradentes
Petrografia
Geoquímica
Cinturão Mineiro
Cráton São Francisco
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Fev-2012
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4752
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VIEIRA, T.A.T.pdf11,21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.