Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4759
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Análise paleoecológica e paleobiogeográfica com base em radiolários do Campaniano-Maastrichtiano na Bacia de Santos
Autor(es)/Inventor(es): Marques, Karina Estevez
Orientador: Mendonça Filho, João Graciano
Coorientador: Eilert, Valesca Maria Portilla
Resumo: A ocorrência e a distribuição dos radiolários nas rochas e sedimentos marinhos estão relacionadas a uma série de fatores ambientais que influenciam as biocenoses e/ou atuam nas associações fósseis. Estudos que estão sendo realizados em poços perfurados nas bacias da margem continental leste brasileira registram a ocorrência dos radiolários de forma descontínua. Neste estudo foram analisados os fatores mais importantes que podem ser responsáveis pela flutuação do número de radiolários presentes em três diferentes intervalos encontrados na seção Campaniano-Maastrichtiano do poço BS-IA. Para isso foram utilizadas 73 amostras de calha da Bacia de Santos. Observou-se que o grau de preservação, a riqueza e a diversidade dos radiolários recuperados nas amostras aumentavam em direção ao topo da seção estudada, o que pode ser correlacionado com as variações do nível do mar ocorridas no final do Neocretáceo. Acredita-se que havia sílica disponível no ambiente marinho profundo da bacia, pois os radiolários puderam existir e se preservar, e que esse nutriente decorria mais provavelmente da erosão e intemperismo de rochas continentais do que de vulcanismo. O fato dos intervalos B e C do poço terem maior grau de preservação e riqueza sugere a ocorrência de ressurgência. Além disso, verificou-se que as associações de espécies termófilas e cosmopolitas encontradas neste poço são muito semelhantes às encontradas na Rússia e no Japão, inferindo que as correntes marinhas que circulavam no Atlântico Sul, na Rússia e no Japão eram de águas quentes.
Palavras-chave: Radiolários
Paleoecologia
Paleobiogeografia
Bacia de Santos
Neocretáceo
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Ago-2013
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4759
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MARQUES, K.E.pdf1,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.