Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4905
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Mulheres prefeitas e educação infantil: uma evidência empírica para os municípios brasileiros
Autor(es)/Inventor(es): Duque, Daniel Vasconcellos Archer
Orientador: Paixão, Marcelo Jorge de Paula
Resumo: Esse trabalho busca investigar o impacto da eleição de prefeitas mulheres sobre o número de creches de um município. É empregado o método de Regression Discontinuity Design usando dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para as eleições municipais de 2004 e 2008 e, buscando avaliar o log do número de creches nos municípios por crianças de 0 a 5 anos ao final de cada mandato, é utilizado o Censo Escolar, feito pelo INEP. Os resultados indicam que em municípios onde uma mulher ganha as eleições não tem um aumento significativo do número de creches por crianças no município, com um p-valor de 0,145 para uma margem de vitória das mulheres de 1%, e de 0,118 para uma margem de 0,75%, valores pouco maiores do que os admitidos para rejeitar a hipótese de igualdade entre prefeitos homens e mulheres quanto a essa variável.
Palavras-chave: Mulheres
Voto
Educação infantil
Creches
Feminismo
Política pública
Desigualdade de gênero
Desenvolvimento social econômico
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Jan-2017
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4905
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia Daniel Duque 111012972 Orientador Marcelo Paixão.pdf733,36 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.