Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/4970
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPerosi, Fábio André-
dc.contributor.authorAlmeida, Caio Henrique Oliveira de-
dc.date.accessioned2018-09-13T12:24:11Z-
dc.date.available2018-09-15T03:00:12Z-
dc.date.issued2013-08-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/4970-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectBacia do Parnaíbapt_BR
dc.subjectInterpretação Sísmica 2Dpt_BR
dc.subjectInterpretação dados de poçopt_BR
dc.titleInterpretação de dados de poço e linha sísmica 2D na Bacia do Parnaíba, região de Floriano - oeste do Estado do Piauípt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3576845094175215pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3926269789554344pt_BR
dc.contributor.referee1Almeida, Leonardo Fonseca Borghi de-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5821487047888554pt_BR
dc.contributor.referee2Bettini, Cláudio-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2763042240539946pt_BR
dc.description.resumoA Bacia do Parnaíba é uma bacia paleozoica intracratônica localizada na porção noroeste da região Nordeste do território brasileiro. Apresenta-se posicionada entre faixas de dobramentos que bordejam os crátons do Guaporé, São Luís e São Francisco. Seu preenchimento é dividido em cinco sequências deposicionais, além de apresentar rochas intrusivas e extrusivas, relacionadas a eventos magmáticos do Mesozoico. Apesar de ter sido considerada uma fronteira exploratória por muitos anos, atualmente a Bacia do Parnaíba tem sido alvo de muitos investimentos, justamente por possuir todas as características necessárias para a formação de um sistema petrolífero completo. A metodologia aplicada compreendeu uma revisão estratigráfica baseada na literatura, a correlação das informações de perfilagem de poços, amostragem de calha e a interpretação de uma seção sísmica. Para interpretar o poço FL-1-PI (Poço Floriano) e a linha sísmica utilizou-se o software PETREL. A interpretação do poço foi baseada nos principais sistemas petrolíferos, utilizando os perfis de Raio Gama (GR), Indução (RILD) e Sônico. A linha sísmica interpretada apresentou três horizontes principais, demarcando os grupos Serra Grande, Canindé e Balsas. Além dos horizontes, foram interpretadas falhas e soleiras de diabásio.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ALMEIDA, C.H.O.pdf3,87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.