Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5038
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Uma avaliação da influência da teoria do crescimento da firma de Edith Penrose no desenvolvimento da visão baseada em recursos
Autor(es)/Inventor(es): Andrade, Bruna Costa Cataldo de
Orientador: Kerstenetzky, Jaques
Resumo: Neste trabalho, o objetivo geral é avaliar, por meio de uma resenha teórica, a relação entre duas teorias da firma: a Visão Baseada em Recursos (RBV) e a teoria do crescimento da Firma de Edith Penrose. A intenção é evidenciar os fundamentos principais de cada uma para permitir a análise comparativa entre ambas. A motivação da análise decorre da disseminação na literatura de que Penrose é uma precursora para as teorias da firma com foco em capacitações, incluindo a RBV. Sendo assim, o objetivo específico é pontuar quais aspectos teóricos evidenciam tal afirmativa e quais mostram o que a RBV propôs de diferente. A RBV visa explicar as causas de vantagens competitivas sustentadas entre firmas, especialmente no mesmo setor. O que será discutido é o papel da teoria do crescimento da firma de Penrose na determinação dessas causas. Em termos de revisão de literatura, o enfoque escolhido para a RBV foram os trabalhos de Jay Barney e os seguidores de sua linha de argumentação teórica, uma vez que é considerado um dos pioneiros e disseminadores da teoria.
Palavras-chave: Firma
Teoria do crescimento da firma
Vantagem competitiva
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Set-2016
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5038
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
versão_final_biblio_concurso_2.pdf759,6 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.