Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5081
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Método control self assessment (csa) para identificação e avaliação de riscos operacionais: estudo de caso do BNDES
Autor(es)/Inventor(es): Simões, Rachel da Costa
Orientador: Oliveira, Marco Antonio Cunha de
Resumo: O aumento da complexidade do setor bancário, decorrente da desregulamentação e da globalização dos serviços prestados pelo setor, adicionado ao aumento da sofisticação da tecnologia financeira são fatores que aumentaram a exposição ao risco operacional, ocasionando maiores probabilidades de falhas e até mesmo fraudes. O Acordo de Basiléia II, emitido pelo BIS em 2004, surgiu como uma resposta a este cenário, apresentando uma série de boas práticas relacionadas à gestão de risco operacional no sistema financeiro mundial. Tais práticas foram incorporadas pelos órgãos reguladores dos países, com força legal, de sanção. No Brasil, foi emitida uma série de normativos visando ao atendimento de Basiléia II. Dentre eles, encontra-se a Resolução CMN No 3.380/06 do Banco Central do Brasil (BACEN) que determina, dentre outros assuntos, que o sistema bancário deve ser capaz de identificar, avaliar, monitorar, controlar e mitigar os riscos operacionais. Com isso, as instituições devem desenvolver e aplicar ferramentas que satisfaçam essa obrigatoriedade do BACEN e, além disso, possam sobreviver diante das novas características do setor bancário. Esta pesquisa tem como objetivo apresentar a ferramenta Control Self Assessment (CSA), a ferramenta de auto-avaliação mais utilizada pelas instituições financeiras para identificar e avaliar riscos operacionais. Para exemplificar a utilização desta ferramenta, é utilizado o estudo de caso do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Como resultado, tem-se uma aplicação prática da ferramenta, bem como os principais aspectos que fizeram do CSA, aplicada na metodologia de identificação e avaliação de riscos desenvolvida pelo Banco, um exemplo de boa prática na gestão de risco operacional.
Palavras-chave: Control Self Assessment
Resolução CMN No 3.380/06
Risco operacional
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Departamento: Faculdade de Administração e Ciências Contábeis
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 2011
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5081
Aparece nas coleções:Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RCSimões.pdf959,77 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.