Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5127
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Caracterização Palinofaciológica de Sedimentos devonianos das Ilhas Falkiand
Autor(es)/Inventor(es): Zago, Luciana Marques
Orientador: Carvalho , Marcelo de Araujo
Resumo: O estudo palinofaciológico realizado em 26 amostras de 10 localidades das Ilhas Falkland permitiu caracterizar e diferenciar as duas ilhas principais de Falkland: Falkland Ocidental e Oriental. Todas as amostras pertencem a Formação Fox Bay de idade devoniana que consistem de arenitos finos a grossos intercalados com folhelhos. Para acessar informações sobre o querogênio foram empregados análise de palinofácies que se utiliza microscopia de luz branca transmitida e de ultravioleta, Índice de Coloração de Esporos (ICE), análise de Carbono Orgânico Total (COT). Além disso, foi empregada análise de agrupamento (modo-Q) para checar as afinidades entre as amostras baseada na composição e abundância do querogênio. A análise qualitativa do querogênio permitiu identificar seis tipos de componenetes orgânicos: matéria orgânica amorfa (MOA), fitoclasto, Spongiophyton, acritarcas, prasinófitas e uma matéria orgânica não identificada (MNI) oriunda do alto grau de carbonização das amostras. De maneira geral as amostras encontram-se relativamente carbonizadas. Após contagem de 300 partículas por amostras obtendo-se o percentual, foi observado que MOA foi o elemento mais abundante do total do querogênio. A análise de agrupamento revelou três grupos de amostras: Agrupamento 1, onde as prasinófitas foram as mais significativas; Agrupamento 2 tendo MNI como elemento mais significativo; e Agrupamento 3 sendo influenciado principalmente pela MOA. Através dos resultados encontrados (contagem do querogênio, ICE, análise de agrupamento) constatou-se uma diferenciação entre as duas ilhas principais. Em Falkland Ocidental observa-se uma maior diversidade de querogênio e maior predomínio de MOA. As amostras encontram-se menos carbonizada indicada pela menor abundância de MNI sugerindo uma menor influência térmica resultante de um menor soterramento. Em Falkland Oriental, alto grau de maturação térmica em consequência de um maior soterramento, causou uma maior abundância de MNI. A causa provável da maturação térmica foi à ativação da falha Hornby Mountain. A interpretação paleoambiental foi feita com base em diagramas ternários que revelaram dois ambientes principais de sedimentação: 1) plataforma distal desóxica-anóxica; e 2) bacia proximal subóxica-anóxica. Utilizando os gráficos ternários não foi possível observar a diferença entre as ilhas Falkland Ocidental e Oriental.
Palavras-chave: Ilhas Falkland
Palinofácies
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 2004
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5127
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ZAGO, L.M.pdf2,31 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.