Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5167
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlmeida, Edmar Luiz Fagundes de-
dc.contributor.authorGastaldoni, Rodrigo Felippe-
dc.date.accessioned2018-09-26T22:27:36Z-
dc.date.available2018-09-28T03:00:16Z-
dc.date.issued2009-03-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5167-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMercado de gáspt_BR
dc.subjectRelações competitivaspt_BR
dc.subjectGás natural - Importaçãopt_BR
dc.subjectCenários - Brasilpt_BR
dc.subjectCombustíveispt_BR
dc.subjectCarga tributáriapt_BR
dc.titleO mercado de gás liquefeito de petróleo após a entrada de gás natural importado e sua tendência futurapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4102448005988261pt_BR
dc.description.resumoO trabalho em questão traz uma discussão sobre o mercado do Gás Liquefeito de Petróleo mais conhecido como gás de cozinha. O fato é que desde sua “chegada” como energético, seu mercado crescia ano a ano, até que por volta do ano 2000 esse consumo começou a cair, coincidentemente foi nesse mesmo período que o Gás Natural passou a ser importado da Bolívia e teve seu consumo incrementado fortemente. Curiosamente percebemos que o consumo de Lenha crescia, ou seja, seguindo tendência inversa do GLP, e passou a crescer depois de anos em queda. Muitos analistas apontaram que o responsável pela retração na demanda do GLP teria sido o GN devido a possível vantagem competitiva deste. O objetivo desse trabalho é justamente saber os reais motivos dessa ruptura na demanda do GLP. A partir daí estudamos a competitividade entre os energéticos. Ao analisarmos a variável preço verificamos que essa competitividade em preço não é verdadeira para o setor residencial e comercial. Já no setor industrial, sim, só que é uma minoria no consumo total do produto. Constatamos que a Lenha tem grande competitividade em preço em relação aos outros energéticos. Depois estudando a precificação do produto vimos que a liberalização do preço do GLP e o fim do subsídio fizeram com que o preço decolasse muito de maneira que a população teve que arcar com o ônus do aumento. O preço do botijão de 13 kg subiu de R$ 15,00 para R$ 32,00 em média. Ao estudar as variáveis de renda, população, consumo, preço e subsidio direto através do uso da estatística percebemos que tanto o preço, a renda e o fim do subsídio influenciam o consumo do GLP. Vimos que o aumento do preço e o fim do subsídio influenciaram negativamente o consumo enquanto o aumento da população e da renda contribuiu positivamente na demanda fazendo com que o consumo ficasse relativamente estável. Alem disso fizemos uma projeção de oferta e demanda futura de Gás liquefeito de Petróleo onde ficou constatado que obteremos um momento de oferta maior do que a demanda. Com isso acabaria-se com a necessidade de continuidade de restrições no mercado e o consumidor ficaria livre para escolher o que mais lhe for conveniente. 7 Sintetizando o trabalho percebemos que as variáveis são muitas e ter uma precisão exata não é uma tarefa muito simples, mas fica nítido que o Gás Natural não é o grande vilão do GLP residencial. Quem vem ganhando seu espaço é a Lenha uma vez que o preço do produto aumentou muito depois da liberalização de preço e como ela apesar de todas as dificuldades de uso e todos os problemas de saúde que ela gera ela tem grande competitividade em preço. O Gás natural desloca o GLP sim, mas no setor industrial onde sua facilidade e menor preço não permite concorrência aonde ele chega. Alem disso quanto mais a produção de Gás Natural aumenta, contribui para o aumento da oferta de GLP, permitindo assim que este consiga sua auto-suficiência interna. Daí surge uma discussão e enormes novas oportunidades de usos do GLP para o futuro.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Economiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RFGastaldoni.pdf337,07 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.