Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5176
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Sensibilidade Ambiental e derramamento de óleo das praias de mar aberto da cidade do Rio de Janeiro
Autor(es)/Inventor(es): Monteiro, Diego Santarém
Orientador: Castro, João Wagner Alencar
Resumo: O município do Rio de Janeiro apresenta uma extensa linha de costa com cerca de 90 km de extensão, caracterizada por um conjunto de praias separadas por pontões rochosos e uma baía, inseridos na Bacia de Santos. O presente trabalho tem como objetivo identificar do ponto de vista geológico e ambiental, os índices de sensibilidade e vulnerabilidade das praias de mar aberto do referido município, a fim de se estabelecer, de forma integrada, os ambientes mais sensíveis a possíveis derramamentos de óleo ou outros derivados de petróleo, baseado na crescente exploração e produção de hidrocarbonetos na referida bacia, para que em caso de algum acidente de percurso, sejam definidas as áreas mais sensíveis para contribuir na tomada de decisões imediatas. A metodologia utilizada para caracterização da sensibilidade e vulnerabilidade destes ambientes foi obtida através das Normas Técnicas para Elaboração de Cartas de Sensibilidade Ambiental para derramamento de Óleo (Ministério do Meio Ambiente) e do Manual Básico para Elaboração de Mapas de Sensibilidade Ambiental a Derrames de Óleo no Sistema PETROBRAS: “Ambientes Costeiros e Estuarinos” (PETROBRAS, 2002), que, por sua vez, teve como base o sistema de elaboração de mapas de sensibilidade da National Oceanic and Atmospheric Administration – NOAA., que determinam o estudo das características geológicas e geomorfológicas da área de estudo. Em relação aos aspectos estudados, tais como substrato e declive, as praias selecionadas apresentam de média a alta energia, alturas médias de ondas entre 0,50 e 2,0 m, declividades médias de 5° a 7º e padrão morfodinâmico variável entre dissipativo a refletivo. Os dados obtidos em campo e em laboratório demonstram que os ambientes costeiros da cidade do Rio de Janeiro se encaixam nos índices de sensibilidade de baixo a moderado (1 a 4) e alto (10), conforme metodologia proposta.
Palavras-chave: Praias de mar aberto
Sensibilidade a Derramamento de óleo
Geologia Ambiental
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Nov-2007
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5176
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MONTEIRO, D.S.pdf649,01 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.