Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5244
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlmeida, Leonardo Fonseca Borghi de-
dc.contributor.authorCampos, Dayvison Carlos de-
dc.date.accessioned2018-10-02T13:11:01Z-
dc.date.available2018-10-04T03:00:12Z-
dc.date.issued2009-02-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5244-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectQuaternáriopt_BR
dc.subjectDelta do Paraíba do Sulpt_BR
dc.subjectPetrofáciespt_BR
dc.titleCaracterização Petrográfica de uma sucessão estratigráfica quaternária no delta do rio Paraíba do Sulpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5821487047888554pt_BR
dc.contributor.referee1Abreu, Carlos Jorge de-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0298294865365128pt_BR
dc.contributor.referee2Ramos , Renato Rodriguez Cabral-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/4557680514419881pt_BR
dc.description.resumoA área do atual delta do rio Paraíba do Sul pode ser considerada uma área de estacionamento de sedimentos provenientes de uma ampla região do SE do Brasil, em trânsito para a bacia de Campos, na margem continental Leste. Assim, o estudo petrográfico da sucessão estratigráfica neocenozóica nesse delta fornece importantes informações a respeito da qualidade de areias turbidíticas acumuladas em águas profundas nessa bacia (sítio final de acumulação), do ponto de vista de reservatórios petrolíferos. Assim, o presente estudo busca caracterizar, em termos de petrofácies, amostras de areia (18 amostras) em um intervalo estratigráfico de um testemunho obtido em sondagem terrestre nesse delta além de utilizar petrozonas correlacionáveis a um perfil de Raio Gama interpretada por Bitencourt (2006) (projeto CTPETRO "CANYON", UFRJ/ FINEP/ Petrobras). Na caracterização petrográfica, identificam-se todos os seus constituintes, básicos (Qmo, Qmr, Qp, P, K, LS, LI, LM etc.) ou acessórios (minerais pesados), bioclastos além da matriz e parâmetros texturais (seleção e arredondamento/ angulosidade), pela contagem de 300 pontos em lâmina delgada. Os dados são trabalhados pela análise de agrupamento (modos Q e R), para a definição das petrofácies (modo Q) e possíveis áreas/rochas-fonte (modo R). Desse modo o trabalho colabora com o entendimento para a evolução do delta do Rio Paraíba do Sul caracterizando fontes graníticas e gnaissicas na sua contrução.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CARVALHO, D.C.pdf5.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.