Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5271
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Análise integrada de dados de traços de fissão em apatitas na porção continental emersa adjacente às bacias marginais do Sudeste do Brasil
Autor(es)/Inventor(es): Gelli, Raquel de Barros
Orientador: Carmo, Isabela de Oliveira
Coorientador: Mello, Cláudio Limeira
Resumo: O presente estudo teve como objetivo a análise dos principais dados de traços de fissão em apatitas (TFA) disponíveis na literatura na porção continental emersa adjacente às bacias marginais do Sudeste do Brasil, informação que pode contribuir significativamente para a interpretação da evolução geomorfológica regional. Foram selecionados, para efeito de comparação, estudos que fornecem informações relevantes de dados TFA e que tivessem uma abrangência nacional. A análise destes dados indica que a geomorfologia do Sudeste do Brasil provavelmente foi configurada por dois eventos tectônicos principais: um iniciado no Eocretáceo, com o processo de rifteamento que resultou na formação do atual Oceano Atlântico e que ocorreu concomitantemente ao derrame basáltico da Formação Serra Geral, e outro no Neocretáceo-Paleoceno. Este último evento foi reconhecido pela maioria dos estudos consultados e foi definido pela grande quantidade de idades por TFA mais novas (entre 90 e 50 Ma) e pela modelagem de suas histórias termais, obtidas nas escarpas mais próximas à costa. Estas idades são compatíveis com a idade da reativação tectônica que deu origem à formação do Rift Continental do Sudeste do Brasil. As idades mais antigas (entre 330 e 180 Ma) são, de uma maneira geral, encontradas na parte interior da margem, principalmente nos planaltos interiores na região Sul de Minas Gerais e nordeste de São Paulo e na escarpa da Serra da Mantiqueira. Caracterizações petrográfica e da composição das apatitas foram analisadas ao longo de um perfil selecionado, como forma de investigar em mais detalhe os tipos litológicos analisados por TFA e o modo de ocorrência de apatitas nestes tipos. As amostras analisadas (quatro) foram classificadas como sienogranito, granodiorito e ortognaisses de alto grau metamórfico. Destas quatro amostras, três delas contém F-apatitas e apenas uma contém Cl-apatitas, que ocorre na amostra mais rica em hornblenda. Apesar do pequeno número de amostras analisado, parece haver uma relação entre a ocorrência de Cl-apatitas e rochas com filiação máfica.
Palavras-chave: Traço de fissão em apatita
Margem passiva
Sudeste do Brasil
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Jul-2009
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5271
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GELLI, R.pdf5,19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.